eCooltra Scootersharing: a primeira rede de scooters elétricas partilhadas em Lisboa

eCooltra Scootersharing: a primeira rede de scooters elétricas partilhadas em Lisboa

Categoria Business, Transportes

A eCooltra Scootersharing, um serviço de aluguer de scooters elétricas por minutos, foi ontem apresentada em Lisboa. O projeto da Cooltra propõe um novo conceito de mobilidade que complementa o transporte público e substitui o transporte privado, ajudando o meio ambiente e promovendo uma mobilidade sustentável.

Através de um sistema free float, ou seja, levantar e deixar a scooter onde quiser, o utilizador torna-se proprietário por alguns minutos de uma das scooters elétricas eCooltra. Após fazer download e registo na app oficial eCooltra Scootersharing, o utilizador pode geolocalizar as scooters mais perto de si e escolher a que quer reservar sempre com a mesma tarifa: 24 cêntimos por minuto. Uma vez feita a reserva, a eCooltra oferece 15 minutos para que possa chegar até à scooter e iniciar a viagem ou então cancelar a reserva sem nenhum custo adicional.

Uma vez encontrada a scooter reservada, o utilizador desbloqueia o assento para levantar o capacete  e a mota liga-se através da app (arranque sem chave). Para desligá-la basta apenas utilizar o smartphone. Uma vez terminado o serviço, o custo é debitado automaticamente no cartão de crédito utilizado no registo.

Citado em comunicado, Timo Buetefisch, CEO da Cooltra, afirma que “Lisboa é, atualmente, uma das cidades mais vibrantes da Europa pelo que esta complementaridade na resposta aos transportes  públicos e partilhados encaixa totalmente com o nosso target“. Depois de Barcelona, em março de 2016, com uma frota de 360 scooters, “temos, por isso, grandes expetativas com a escolha para lançar aqui a eCooltra: contamos já com a frota de 170 scooters previstas este ano e o objetivo será ampliá-la em 2018”, referiu.

O serviço contempla ainda um seguro com franquia para danos no veículo e a terceiros.

A apresentação contou com a presença do secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, e o vice presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Duarte Cordeiro.