Famílias numerosas preferem Portugal como destino de férias

Famílias numerosas preferem Portugal como destino de férias

A Associação Portuguesa de Famílias Numerosas (APFN) levou a cabo um inquérito, onde reuniu cerca de 750 pais e mães, com o intuito de perceber como é que as famílias numerosas portuguesas passam as férias e quais os principais constrangimentos que enfrentam.

Realizado nos últimos meses de julho e agosto e relativo aos últimos três anos, apenas 3 em cada 10 famílias numerosas portuguesas passam frequentemente férias em casa de férias própria ou unidade hoteleira. Metade dos inquiridos acaba por passar as férias na sua residência habitual.

Para além disso, apenas cerca de 30% das famílias viajaram para Espanha, e apenas 5% para outros destinos fora da Europa, nos últimos 3 anos.

Neste sentido, a associação sublinha o facto de Portugal ser o destino privilegiado de férias das famílias numerosas.

Por outro lado e através deste estudo, a associação refere ainda alguns constrangimentos sublinhados pelas famílias com três ou mais filhos, tais como, o facto das promoções “crianças não pagam” serem limitadas a dois filhos; a não existência de há menus de família que contemplem mais de dois filhos; os bilhetes familiares incluírem muitas vezes, apenas dois filhos; a impreparação de algumas unidades hoteleiras para receberem famílias numerosas; e ainda o facto de crianças a partir dos 12 anos pagarem o preço de adultos.

Apenas 15% das famílias numerosas utilizam o campismo e o caravanismo com frequência e, ainda que residualmente, há famílias que começam a tirar férias no sistema de troca de casa.