Governo investe 1,5 milhões no Programa Algarve Cultural

Governo investe 1,5 milhões no Programa Algarve Cultural

Categoria Advisor, Política

O Governo lançou ontem, no Centro Ciência Viva de Lagos, o Programa Algarve Cultural, focado na valorização artística e na promoção turística do Algarve e que pretende reforçar e qualificar a programação cultural da região entre outubro de 2016 e maio de 2017. É um projeto conjunto dos Ministérios da Economia (com a Secretaria de Estado do Turismo) e da Cultura e ainda com o envolvimento do Turismo de Portugal e da Região de Turismo do Algarve, bem como dos agentes culturais locais.

A ideia é diversificar e aumentar a atratividade da oferta turística e cultural no Algarve nos meses das épocas média e baixa e assegurar um calendário de iniciativas que possa garantir atração de turistas, nacionais e internacionais, durante todo o ano. Em parceria com o Turismo de Portugal e a Região de Turismo do Algarve, o Ministério da Economia e o Ministério da Cultura lançam um projeto de programação cultural assente no encontro entre o património – natural e edificado – e a criação artística, da música ao teatro e cinema e das artes visuais à dança.

O Programa Algarve Cultural visa promover a competitividade do destino ao longo de todo o ano, apostando na sua matriz identitária e criativa. Pretende também contribuir para uma maior coesão territorial, densificação da oferta cultural e reforço da marca Algarve, ao nível nacional e internacional.

O desafio é a construção de uma oferta consistente, coerente e coesa, que acrescente valor e que procure diminuir a sazonalidade turística da região do Algarve através da criatividade e inovação, com vista à sua sustentabilidade futura.
O projeto terá um financiamento de 1,5 milhões de euros, que será suportado na íntegra pelo Turismo de Portugal.

De acordo com o Ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, “ Cultura e Turismo são duas áreas que se potenciam mutuamente e que em conjunto conseguem criar projetos sustentados, distintivos, mais participados e que operam mudanças efetivas na vida das pessoas.” Miguel Honrado, Secretário de Estado da Cultura, acrescenta: “O programa Algarve Cultural é sem dúvida a materialização de um enorme trabalho de diálogo, não só entre os parceiros organizadores, mas também com os agentes culturais locais, públicos e privados. É um projeto que parte da Região para o Mundo, que valoriza a identidade cultural do Algarve incentivando a criação e a promoção de artistas e de estruturas de toda a Região e que, com eles, cria uma oferta cultural concertada, muito diversificada e alargada ao longo do ano.”

 
Já a Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, reafirma que “este programa é a resposta à necessidade de um Algarve com vida e atividades culturais e de lazer durante todo o ano, com um programa de qualidade, variado e regular. Este é um dos fatores que pode ajudar a reduzir a sazonalidade, que contribui de uma forma muito positiva para a sustentabilidade turística na época baixa, fidelizando a procura existente e captando nova procura. Desde o início deste mandato, o reposicionamento do Algarve tem sido um objetivo prioritário para este Governo e é por isso que estamos a trabalhar com os principais agentes turísticos e culturais da Região para a construção de uma oferta inovadora”.

 
Também Luís Araújo, Presidente do Turismo de Portugal, defende que “o Algarve deve ser vivido 365 dias por ano. E este programa é a prova disso, o Turismo e a Cultura unem agora sinergias na qualificação, diversificação e diferenciação da oferta cultural do território estimulando a venda do destino de forma mais eficaz, potenciando o enriquecimento da experiência dos turistas no território”.

 
Para a Coordenadora da Programação, Dália Paulo, “este é um programa que nasce de uma ideia feliz e necessária de diálogo entre a Cultura e o Turismo, sendo um programa inovador pela forma como lança o desafio aos agentes culturais e criativos do território para construir uma oferta cultural de qualidade baseada nos valores identitários e, assim, criar uma experiência única e diferenciadora, que proporcionará aos visitantes uma imersão e descoberta por criações, lugares, emoções e estórias e aos residentes um reforço identitário que permitirá reforçar a imagem positiva da Região, para mostrar que há vida e cultura no Algarve todo o ano.”

 
Desidério Silva, Presidente da Região de Turismo do Algarve, afirma ainda: “Como há muito tempo tenho vindo a insistir, o turismo algarvio tem de ter sustentabilidade durante todo o ano. O programa Algarve Cultural traduz o reforço da criação artística e da oferta cultural da Região e permitirá também, seguramente, a valorização dos agentes culturais locais. Este programa é fruto da união e vontade de várias entidades, públicas e privadas, para que tenhamos na região um nível de visitantes mais constante ao longo de todo o ano. O contributo de todos em prol da valorização cultural e turística do Algarve será sempre bem-vindo e nunca será demais. Juntos queremos construir uma oferta ainda mais qualificada e consistente que ajude a solidificar a Região como destino turístico e cultural moderno e com futuro.”