Hans Brinker Hostel Lisbon aposta no segmento de grupos

Hans Brinker Hostel Lisbon aposta no segmento de grupos

Categoria Alojamento, Business

Naquela que é uma das maiores feiras mundias do setor, nem só de grandes grupos hoteleiros, operadores e agências se faz a ITB em Berlim. Este ano, e pela primeira vez, o espaço dedicado a Portugal apresentou, para além dos habituais expositores, um hostel, o Hans Brinker Hostel Lisbon.

Em declarações à Ambitur.pt, António Marcos, um dos sócios da unidade em Lisboa, explica que só este ano irão estar presentes no pavilhão de Portugal em quatro feiras internacionais. “Estivemos em Madrid na Fitur, agora na ITB, depois na ABAV em São Paulo, e finalmente na World Travel Market em Londres, em novembro”.

Esta estratégia de internacionalização é necessária explica, até porque a “ocupação é estrangeira” e não vivem do “mercado nacional”.

O grupo holandês Hans Brinker possui atualmente duas unidades: uma em Amesterdão, com cerca de 600 camas, e esta unidade em Lisboa, com 230 camas. Num futuro próximo, realça o responsável, “a ideia é abrir uma outra unidade mais ou menos com este número de camas”, e que se possa equiparar à unidade na Holanda.

“O hostel de Amesterdão tem um historial de 30 anos, trabalha muitíssimo. Tem um ocupação anual na ordem dos 90/95% e tem muitos contratos. A ideia é canalizar esse know-how e trazê-lo para Lisboa”, acrescenta.

Por fim, António Marcos traça ainda uma perspetiva ascendente para este ano, onde irão sobretudo focar-se no segmento de grupos. “Nós trabalhamos com dois operadores estrangeiros, um australiano e outro alemão, que tem circuitos que passam por Lisboa e os grupos serão semanais a partir de março. Só do australiano, serão mais de 40 grupos até final do ano”, termina.

Ricardo Gonçalves