Indemnizações por atrasos e cancelamentos aéreos superam 43 milhões de euros

Indemnizações por atrasos e cancelamentos aéreos superam 43 milhões de euros

Os passageiros afetados este verão por atrasos e cancelamentos de voos em Portugal podem reclamar até 43,9 milhões de euros, segundo dados da Gate28, uma companhia espanhola com sucursal em Portugal, que oferece um serviço de reclamações de compensação por atraso ou cancelamento de voo a nível europeu.

De acordo com os dados, 146.550 passageiros que voaram desde ou para Portugal entre 1 de junho e 30 de setembro, sofreram até 977 incidências indemnizáveis.

As estatísticas da Gate28, situam 8 de agosto como o pior dia do verão para voar desde ou para Portugal, devido às 51 incidências que se produziram devido aos ventos fortes registados no Funchal, o que supõe 5% dos atrasos e cancelamentos indemnizáveis de todo o verão. No lado oposto, 18 de setembro assinala-se como o melhor dia para voar dada a ausência total de atrasos ou cancelamentos ao longo da jornada.

De acordo com a legislação europeia, os voos com menos de 1.500 km de percurso cancelados ou que acumulem um atraso de mais de três horas, são compensados com até 250 euros por pessoa. Aqueles que têm um trajeto entre 1.500 e 3.500 km permitem uma indemnização de até 400€. Enquanto a indemnização para aqueles que superam os 3.500 km de viagem é de até 600€.

A Gate28 acaba de lançar em Portugal um calculador de indemnizações por voo atrasado, que permite saber, ao momento, se um passageiro tem direito a reclamar uma indemnização com um valor de até 600€ por pessoa.