“O grande desafio é fazermos o mesmo de 2017, mas com mais qualidade e de forma mais sustentada”

“O grande desafio é fazermos o mesmo de 2017, mas com mais qualidade e de forma mais sustentada”

Categoria Business, Ot's Av's

Em 2018, a Oasistravel quer superar os números positivos de 2017, através de uma oferta mais sustentada e com maior qualidade. Em entrevista ao Ambitur.pt, à margem da ibtm, que decorreu recentemente em Barcelona, Ângela Rodrigues, project manager da Oasistravel, explica que no próximo ano, a empresa quer fazer “o mesmo de 2017, mas com mais qualidade e de forma mais sustentada”.

Por outro lado, a responsável considera que, ainda assim, 2018 pode trazer dificuldades ao nível da disponibilidade hoteleira em Portugal. “O próximo ano vai ser um desafio para toda a gente porque os hotéis já estão cheios. Estamos com muita dificuldade em encaixar o volume de negócios que nos está a chegar”, frisa a responsável, realçando que isso pode afetar o número de reservas, sobretudo no que se refere aos grandes grupos.

De acordo com a responsável, ao nível do mercado de incoming, Lisboa, Porto e Algarve continuam a estar no top dos destinos mais procurados. Os Açores, refere, continuam a ser “um mercado mais exclusivo e por descobrir”. No mercado de outgoing, a Oasistravel continua a apostar nos países de leste e nos países escandinavos, com especial enfoque para a Suécia.

Ricardo Ramos Gonçalves, em Barcelona, com o apoio da TAP