OCDE elogia estratégias de longo prazo para o turismo em Portugal

OCDE elogia estratégias de longo prazo para o turismo em Portugal

O Laboratório Estratégico de Turismo (LET) subordinado ao tema “Tendências & Agenda Internacional” decorreu no Porto na Escola de Hotelaria e Turismo. A iniciativa teve como objetivo debater as tendências internacionais com impacto no turismo em Portugal, visando um enquadramento geral, de enfoque particular na distribuição, hotelaria e meetings industry.

A sessão contou com a presença de vários intervenientes, entre os quais Alain Dupeyras, representante da OCDE, António Loureiro, da Travelport, Eric Vhiale, da Intercontinental Group Hotels e João Paulo Oliveira, da Leading.

O responsável da Tourism Unit da OCDE, Alain Dupeyras, aproveitou a oportunidade para elogiar o país pela oportunidade e pertinência de desenvolver uma estratégia de longo prazo para o turismo, destacando, de forma muito positiva, todo o processo de participação e auscultação pública que tem vindo a ser desenvolvido, refere o comunicado.

Para o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, que presidiu à sessão de abertura, “os LET têm-se revelado enquanto espaços de discussão, de partilha de conhecimento e permitem identificar áreas críticas mas também o desenho de soluções para um Turismo que se pretende mais competitivo e sustentável para o país. Destas reuniões emergirão as prioridades estratégicas para um setor da economia tão importante para o país, fruto dos contributos de todos os envolvidos. A participação de oradores internacionais, como o Alain Dupeyras, reforça a aposta do Turismo de Portugal nas boas práticas do Turismo, nomeadamente nas políticas de marketing e promoção dos destinos e abordagens inovadoras ao financiamento e PME’s e empreendedores. Queremos ser um exemplo para os restantes países”.

Segundo o comunicado, a Estratégia Turismo 2027 está assente em cinco eixos estratégicos: valorizar o território, impulsionar a economia, potenciar o conhecimento, gerar conetividade e projetar Portugal. Neste âmbito, estes princípios funcionarão como referencial estratégico para o Turismo em Portugal na próxima década, inserindo-se no próximo quadro comunitário de apoio 2021-2027. A construção desta estratégia consubstancia-se num processo participativo, alargado e aberto a contributos diversos, incluindo aos atores nos principais mercados emissores, envolvendo agentes públicos e privados – empresas, instituições, regiões, players de setores complementares para o turismo, assim como os mercados e os operadores turísticos, sublinha ainda o comunicado.

Os Laboratórios Estratégicos de Turismo (LET) que integram o processo de construção da Estratégia Turismo 2027 iniciaram-se a 26 de julho, com os LET Regionais – Algarve, Madeira, Norte, Centro, Alentejo e Lisboa (estando ainda por realizar o LET Açores) -, seguindo-se agora os LET Temáticos, focados em temas preponderantes para o Turismo em Portugal.