Pousadas de Portugal lançam “uma experiência portuguesa ao pequeno-almoço”

Pousadas de Portugal lançam “uma experiência portuguesa ao pequeno-almoço”

Categoria Alojamento, Business

Ao olhar-se para a estadia de um turista hospedado num qualquer hotel, ressaltam desde logo pontos importantes, que modificam a visão que se cria em torno de um local. Talvez, por isso, seja um dado adquirido que a qualidade da comida e das refeições absorvam grande parte dessa experiência, no que possa trazer de aspetos positivos ou negativos ao nível da experiência turística.

pequeno almoço portugues pousadasFoi neste mesmo ponto que as Pousadas de Portugal decidiram investir na criação de um “Pequeno-almoço português”, que passam assim a ocupar uma lacuna entre as típicas soluções que encontramos nos diversos hotéis. “Há o Continental, o American, o English e até o French, porque não agora um Portuguese breakfast”, refere Frederico Costa, administrador das Pousadas Portugal.

Numa apresentação do denominado “Pousadas Breakfast”, Frederico Costa, acompanhado por alguns dos diversos diretores regionais das pousadas em Portugal, sublinha “o potencial desta ideia”, que “mantinha um espaço por ocupar”. Seguindo os padrões intimamente ligados à gastronomia, que considera um dos “eixos prioritários”, as Pousadas, pertencentes ao grupo Pestana, detêm já a “maior rede nacional de restaurantes de gastronomia portuguesa”.

Por estas razões, e sendo este “um serviço já compreendido e de valorização da experiência” o pequeno-almoço, a seguir à qualidade dos quartos é a parte “mais emblemática e simbólica da estadia”. “Muitos clientes podem não almoçar ou jantar, mas quase todos tomam pequeno-almoço”, sublinha.

Assim sendo, o “Pousadas Breakfast”, repleto de produtos, tipicamente portugueses, são o “resultado de uma experiência e análise” do que constitui “uma experiência portuguesa ao pequeno-almoço”.

Bolo Real

Bolo Real

“Simplicidade sofisticada” sintetiza Frederico Costa ao apresentar o menu que a partir de dia 1 de Novembro estará presente em todas as Pousadas, de Norte a Sul do país. Num modelo que deixa “espaço para as influências regionais”, o standard começa pelo sumo de laranja natural, que segundo refere “é um dos elementos de diferenciação, já que não se encontra em todos os hotéis”. Segue-se uma variedade de pães, compotas, estas “produzidas pelas próprias pousadas”, queijos, onde a influência estará bem presente em certas regiões, como é o caso “do queijo da Serra da Estrela”, a charcutaria, também diferenciada regionalmente, e o “inevitável pastel de nata”.

Por fim, e tendo em conta a história das pousadas, que já existem desde 1942 e dos locais onde se situam, nomeadamente monumentos, decidiram eleger um bolo que por entre outros, ocupasse um lugar central nesta refeição, o Bolo Real. “Com a sua essência e nascimento em Évora no século XVI, no Convento de Santa Clara, elegemos este bolo como ícone e que vai estar ao pequeno-almoço de todas as Pousadas nos próximos tempos”. Termina sem que antes volte a frisar a simplicidade bem patente na marca: “A sofisticação vem do espaço. Não queremos ser o Ritz, queremos ser simplesmente Pousadas de Portugal”.