Baixos salários penalizam turismo português

Baixos salários penalizam turismo português

Categoria Advisor, Entrevistas

Se em Portugal o turismo surpreende, hoje, com números históricos, já na questão salarial a tendência é decrescente. Em entrevista à Ambitur, José Miguel Rosenbusch considerou que o turismo português tem vindo a ser penalizado pelo “package salarial precário”.

Segundo o consultor da Michael Page, “a mesma função, porventura na mesma unidade hoteleira, tem um determinado salário em Lisboa e outro nas regiões do norte e sul”, sublinhando que, em regra geral, são inferiores. E acrescenta: “Isto faz com que alguém que esteja sediado na região do Porto ou no Algarve não se sinta motivado para tal e queira vir para Lisboa, que é onde tem crescido mais”.

Mesmo assim, lembra: “Há sempre alternativas”. “Ir para o estrangeiro é sempre uma possibilidade forte, porque é onde existe um maior número número de oportunidades”, diz José Miguel Rosenbusch Leisure, acrescentando ainda que a preocupação do colaborador em investir em formação adequada também “pode fazer com que, efetivamente, haja um elevar de patamar” dentro da mesma empresa.