Quadrante com aumento de vendas de 40% para a Polinésia Francesa em 2016

Quadrante com aumento de vendas de 40% para a Polinésia Francesa em 2016

A Polinésia Francesa é um destino cada vez mais procurado pelos portugueses e no qual o operador turístico Quadrante tem vindo a apostar. À margem de um workshop organizado pelo operador, em Lisboa, e que reuniu cerca de 60 agentes de viagens, Anabela Dias, responsável pelo Pacífico, explicou aos jornalistas que, todos os anos, a procura pelo destino tem crescido 50%.

Dando conta que existe ainda algum desconhecimento sobre o destino no mercado português, a responsável afirmou que, nos últimos anos, a Polinésia Francesa tem estado a ser procurada não apenas por casais em luas de mel, mas também já por famílias, grupos de amigos e praticantes de mergulho. “Neste momento estamos com aumento nas vendas de 40%. Esperamos até ao final do ano ultrapassar em 60/70% os resultados do ano passado”, referiu.

Segundo Anabela Dias, “existe uma comparação muito grande da Polinésia com outros destinos para Luas de Mel, principalmente com destinos só de praia e a Polinésia não tem só isso para oferecer. É isto que queremos demonstrar” através deste workshop, organizado em parceria com a Air Thaiti Nui. Para além da praia, a Polinésia Francesa é, segundo a responsável, um destino “com cultura, no qual é possível fazer passeios de barco (iate ou cruzeiros de luxo), o que facilita a visita a todas as ilhas. A Polinésia é constituída por vários arquipélagos, todos eles diferentes, existem desde ilhas montanhosas a ilhas de origem coralina. É possível fazer passeios a cavalo, mergulho, excursões, entre outros”. A melhor altura para visitar o destino é de abril a outubro.

Uma das tendências no destino começa a ser o aluguer de iates. “Muitas vezes o preço que se gasta num iate uma semana é o preço que se iria gastar numa estadia em Bora Bora com pensão completa. O iate, para além de ter o alojamento, já tem as refeições incluídas, e muitos deles têm visitas às várias ilhas”. Ou seja, acrescenta a responsável, esta é uma opção que possibilita ao cliente que gosta de “mais privacidade e autonomia”, a construção do seu próprio itinerário.

Em 2016, a Quadrante apresenta algumas novidades para o destino. Destaque para a disponibilização de programação para o hotel The Brando”, “o mais recente na Polinésia Francesa”, aberto há aproximadamente dois anos” e que está localizado em Tatiaroa. O resort de luxo de cinco estrelas tem “conquistado já bastante prémios”. Ainda segundo a responsável, não é aconselhada a estadia, este ano, no Hilton Bora Bora Nui, uma vez que este está a sofrer obras de remodelação. Abrirá em 2017 sob a marca Conrad.

Entre as várias sugestões da Quadrante para o destino, estão programas de 10 dias/sete noites em Moorea desde 2340 euros (por pessoa em quarto duplo).

Raquel Pedrosa Loureiro