Renovado café Calcinha quer dinamizar Loulé

Renovado café Calcinha quer dinamizar Loulé

Categoria Business, Restauração

Um ano depois de ter encerrado para intervenção profunda, com um custo de 120 mil euros, o café Calcinha abriu portas na passada sexta-feira, 14 de julho, em Loulé, com muitos louletanos a quererem conhecer a nova imagem deste emblemático espaço de tertúlia da cidade. Um Calcinha “com todo o seu esplendor, absolutamente recuperado, lindíssimo e com uma atmosfera fantástica”, como referiu Vítor Aleixo, presidente da Câmara Municipal de Loulé, citado em comunicado.

As obras visaram reabilitar o local, cuja memória se funde com a vida e obra do poeta António Aleixo que aqui escreveu grande parte das suas quadras, mas preservando a sua traça e mobiliário originais. Mantiveram-se as cadeiras e mesas de madeira e mármore, com o modelo do início do século XX, bem como e os candeeiros Art Deco, entretanto recuperados.

A exploração do espaço, propriedade da autarquia, foi concessionada a um consórcio de três jovens empresários da cidade (João Apolónia, Bruno Inácio e Tiago Soares), através de um concurso público. Em termos conceptuais, o Calcinha continuará a funcionar como um estabelecimento misto de restauração e bebidas, agora também com alguma programação de âmbito social e cultural. Apresentação de livros, tertúlias, debates, momentos musicais serão algumas das propostas que irão dinamizar aquele que é um dos cafés que integra a “Rota dos Cafés de Portugal com História”.

Até ao mês de setembro, o Calcinha estará em fase de pré-abertura, período durante o qual a gerência pretende adequar o espaço ao seu funcionamento ideal, acrescentando gradualmente um conjunto de produtos e serviços que irão de encontro à preferência dos clientes. “Estes jovens empreendedores têm as melhores referências e tenho a certeza que, com a exploração deste espaço, vão dignificar em muito a memória do Calcinha e vão dar um contributo muito importante para a reanimação do sentido urbano desta cidade”, considerou Vítor Aleixo.