Secretária de Estado quer agências de viagens dinamizadoras das exportações

Secretária de Estado quer agências de viagens dinamizadoras das exportações

Foi este o desafio lançado às agências de viagens portuguesas pela secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho durante a sua intervenção na tomada de posse da nova direção da APAVT, que decorreu esta quinta-feira, no hotel Dom Pedro em Lisboa.

“Se o turismo é, de facto, esta indústria que permite que trazendo as pessoas cá dentro elas façam exportação, contribuindo decisivamente para o aumento da balança, lanço aqui um repto às agências de viagens para que sejam cada vez mais dinamizadoras deste aumento das exportações, trazendo cada vez mais pessoas para dentro de Portugal e sendo montras”, realçou Ana Mendes Godinho.

Neste ponto, a secretária de Estado do Turismo salientou a atuação da APAVT após os incêndios na região Centro, ao dinamizarem “operação turística nas regiões menos tradicionais”.

“Penso que o Congresso no Centro será também uma oportunidade ótima para mobilizarmos este tipo de construção de operação turística”, acrescentou ainda Ana Mendes Godinho, apesar de ainda não ter sido anunciado o local onde se irá realizar o próximo Congresso da APAVT.

Ao longo da sua intervenção, a responsável pela secretaria da Estado do Turismo realçou também a contribuição do setor, não apenas na balança de pagamentos mas também nos postos de trabalho que tem sido capaz de criar. De acordo com a responsável, em 2017 o turismo criou em Portugal cerca de 53 mil postos de trabalho, que contribuíram para a redução do desemprego acima de 17% em 2013 para 8,4%.

“Nunca o turismo foi um tema tão reconhecido como importante na nossa sociedade”, sublinhou, destacando também que “o crescimento das receitas turísticas em 2017, só é comparável com o ano da Expo 98, de cerca de 19,4%”.

Ricardo Ramos Gonçalves