Turistas gastaram mais 51 euros entre abril e outubro no Porto e Norte de Portugal

Turistas gastaram mais 51 euros entre abril e outubro no Porto e Norte de Portugal

O IPDT – Instituto de Turismo, em parceria com o Turismo do Porto e Norte de Portugal e o Aeroporto do Porto, acaba de traçar o perfil do turista que visitou o Porto e Norte de Portugal durante o verão IATA (abril a outubro de 2017). As conclusões mostram que o valor do consumo médio por estada fixa-se agora nos 1005 euros. Trata-se de um aumento de 51 euros comparativamente ao gasto apurado em igual período de 2016. A estada média diminuiu de 7,19 para 6,37 noites, fixando-se o consumo médio por pessoa e noite em 89 euros, mais 10 euros que no período homólogo anterior.

Em alta está também a satisfação com a visita ao destino, que aumentou de 6,2 pontos para 6,4 pontos face ao mesmo período de 2016. A intenção de recomendar também subiu para os 6,44 pontos, numa escala de 1 a 7.

Partilhas nas redes sociais ganham preponderância
A partilha de informação na internet tem ganho relevo nos segmentos em turismo, em particular nos turistas que viajam em lazer. O indicador aumentou de 41% em 2016 para 58% em 2017, sendo as fotografias os conteúdos que geram mais partilhas.

O estudo revela ainda que três em cada 10 turistas que visitam o Porto e Norte de Portugal, no segmento em lazer, têm na gastronomia e vinhos o principal motivo para a escolha do destino, um acréscimo de 8 pontos percentuais face ao registo do ano anterior.

Analisando o perfil deste visitante, verifica-se que 43% têm idades situadas entre os 31 e os 50 anos, sendo a maioria (59%) trabalhadores por conta de outrem, com habilitações literárias ao nível do ensino superior ou acima (56%). Os turistas apresentam um rendimento médio mensal de 3300 euros.