Volta Int: “Alemanha em alerta máximo com vigilância nas estações e aeroportos”

Volta Int: “Alemanha em alerta máximo com vigilância nas estações e aeroportos”

Hosteltur – www.hosteltur.com

“Alemanha em alerta máximo com vigilância nas estações e aeroportos”

A Alemanha permanece em estado máximo de alerta enquanto as forças de segurança procuram por todo o país o jovem refugiado sírio que tinha explosivos para cometer um atentado, segundo apuraram este sábado, numa operação antiterrorista. A polícia alemã reforçou a segurança nas estações de comboio e aeroportos.
“Quatro companhias aéreas defendem-sde dos rivais do Golfo”

Três companhias aéreas membros da Sky Team estão a seguir os passos da Lufthansa: para o próximo ano têm em projeto formar uma ‘joint venture’ para poder competir melhor com os seus rivais do Golfo Pérsico – Emirates, Etihad Airwaiy e Qatar Airways. A Air France, a KLM e a Delta Airlines uniram-se com a companhia da índia, Jet Airways, a única que não é membro da da aliança aérea global.

 

“Mélia com um crescimento do RevPar de 70% em cinco anos”

O Meliá Hotels Internacional faz um balanço muito positivo do terceiro trimestre, pelos bons resultados dos seus hotéis, e principalmente, na zona do mediterrâneo, onde a ocupação foi de 80%. Uma análise ao histórico mostra que entre 2011 e 2016 o ingresso por habitação disponível (RevPar), da cadeia subiu 70%.

 

Le Quotidien du Tourismewww.quotidiendutourisme.com

“Surto de violência na Etiópia e resorts turísticos devastados”

A Etiópia está a enfrentar uma onda de violência, o que está a afetar os resorts. O governo declarou estado de emergência por um período de seus meses, depois de meses de violência no país. Na semana passada, vários complexos turísticos e fábricas foram incendiadas em novos incidentes dirigidos contra o governo.

 

“EasyJet com bons resultados apesar do Brexit”

Durante o quarto trimestre do ano, encerrado a 30 de setembro, a EasyJet teve um recorde de 22 milhões no número de passageiros, com uma taxa de ocupação de 93,9%. Durante o mesmo período, as receitas por assento caíram 8,7% em relação ao mesmo período em 2015, refletindo menores tarifas, na mesma proporção. A empresa diz ter feito “um forte desempenho, apesar de um ambiente operacional difícil para todas as empresas europeias: grandes ruturas, as flutuações na taxa de câmbio que afetam o custo da viagem durante os períodos de férias, o impacto dos ataques terroristas sobre a procura, e o baixo custo do petróleo, resultando em aumento de capacidade no mercado “.

 

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Internacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.