Volta Int: “Brexit poderá reduzir o gasto médio do turismo britânico em 12%”

Volta Int: “Brexit poderá reduzir o gasto médio do turismo britânico em 12%”

Hosteltur – www.hosteltur.com

“Economia britânica retrocede a níveis de 2009 por causa do Brexit”
A economia do Reino Unido está a retroceder a níveis nunca antes vistos desde 2009, ano de plena crise financeira, como consequência do voto favorável ao Brexit. O índice Markit Flash UK Composite Output, elaborado pela consultora IHS Markit revela uma queda na atividade de todos os setores produtivos menos a exportação, que está a ser beneficiada com a desvalorização da libra.
“Brexit poderá reduzir o gasto médio do turismo britânico em 12%”
Espanha terá vantagem face à Grecia, Italia  ou Francia no que às consequências do Brexit para o turismo diz respeito. Esta é uma das conclusões de um estudo da Economia Crativa sobre o impacto da saída do Reino Unido da UE para o turismo. O gasto médio por turista e a procura pela Europa deverão sofrer uma queda, no entanto, Espanha sairá beneficiado por causa dos voos e do seu estilo de vida mais baratos. Segundo o mesmo estudo, haverão também mudanças significativas no gasto médio por turista. Por exemplo, se o cambio efectivo da libra para o euro reduzir 10% (como ocorreu a 23 de junho e  8 de julho), o gasto médio dos turistas britânicos poderá reduzir-se em torno dos 12%.

Panrotas – www.panrotas.com.br

“Para Lummertz, Embratur precisa de se transformar”
O presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, comprometeu-se a estudar propostas que possam trazer melhorias à gestão do Instituto. A declaração foi feita na quarta-feira (20), numa reunião com funcionários. “A autarquia completa 50 anos e toda a equipa do Instituto faz parte disso. A Embratur ajudou a construir uma mega economia no Brasil e a resposta dessa utilidade pública está na contribuição de todos os funcionários”, afirmou Lummertz. Ele destacou ainda que este é o momento de fazer transformações institucionais. Lummertz afirma que é necessário um orçamento independente para que haja uma Embratur renovada. Também relata que capacitações, interligações entre as companhias áreas e planos de cargos eficazes são essenciais para obtenção dos resultados desejados. “É importante investirmos no reconhecimento profissional dos nossos servidores. Não adianta somente capacitar e não reconhecer essas pessoas, promovendo-os e aumentando os seus salários”, comentou.

“Sensação de insegurança predomina entre brasileiros”
Uma pesquisa da GFK divulgada ontem sobre a sensação de segurança – e de insegurança – de cidadãos de 21 países mostrou que os brasileiros são os mais preocupados com a segurança e proteção pessoal. No estudo, feito com 25 mil internautas acima dos 15 anos, a consultoria fez a afirmação “sempre estou preocupado com a segurança e proteção pessoal”, para que estes concordassem ou discordassem considerando uma escala de um a sete pontos – em que “um” significa “discordo totalmente” e “sete” significa “concordo totalmente”. No geral, quase um terço (32%) dos internautas que responderam mostrou estar sempre preocupado, contra 10% daqueles que indicam não estarem preocupados. Por país, Brasil, Turquia, México, Argentina e Rússia são os cinco mais preocupados com a segurança pessoal, com 64% dos brasileiros e 54% dos turcos sempre alertas com a sua segurança e proteção.

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Internacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.