Volta Nacional: “Mais de metade dos hostels sem registo oficial”

Volta Nacional: “Mais de metade dos hostels sem registo oficial”

Jornal de Notícias

“Mais de metade dos hostels sem registo oficial”

No registo do Alojamento Local (RNAL) do Turismo de Portugal figuram apenas 18 hostels localizados no Porto, mas os sites mais usados para procurar uma unidade do género dão conta da existência de mais. O Booking.com, por exemplo, lista 41 hostels na Invicta, mais do dobro dos que estão legalizados. Para ter um estabelecimento de alojamento local (e aqui há três modalidades: moradia, apartamento e estabelecimento de hospedagem cabendo nesta última os hostels), não é necessário licenciamento ou autorização. É, no entanto, obrigatório abrir atividade nas Finanças e fazer o registo no RNAL, através de uma comunicação prévia.

 

“Vêm atraídos pela cultura, movida e gastronomia”

São estrangeiros, europeus e do sexo masculino (52%), têm entre 15 e 25 anos, estudam, viajam sozinhos, de avião (41%), quase sempre em low-cost, escolheram o Porto pela sua cultura e pela vida noturna, e, em média, gastam 63 euros por dia na cidade, sem contar com o hostel. Segundo o último estudo do ISCET – Instituto Superior de Ciências Empresariais e de Turismo, que o Jornal de Notícias divulga, é este o perfil de quem visita a Invicta e fica a formir em hostels.

 

i

“Novo casino em Macau gera otimismo no setor”

O Wynn Palace, um novo projeto da operadora de jogo de Macau Wynn, abre portas esta segunda-feira. As receitas dos casinos em Macau estão a cair há 26 meses consecutivos, mas os empresários do setor têm expetativas de que este seja o ano da viragem.

 

“Portugal. Preços disparam nos destinos de praia mais populares”

De acordo com a Trivago, motor de busca de hotéis, há regiões que são agora mais caras e existem grandes assimetrias nos preços dos destinos de praia nacionais que estão na lista de preferências dos turistas nacionais e estrangeiros. De acordo com este estudo mensal – Trivago Hotel Price Index -, existe uma diferença de 273 euros entre Matosinhos, o destino de praia mais económico em Portugal, e Almancil, que atualmente é a região mais cara.

 

Negócios

“Acordo com a Airbnb deu meio milhão a Lisboa”

O acordo que a Câmara Municipal de Lisboa firmou com a Airbnb em Maio já rendeu mais de 500 mil euros relativos à taxa municipal sobre as dormidas. Esta taxa passou a ser cobrada pela empresa americana. Desde 1 de Maio que a plataforma de alojamento local Airbnb está a cobrar diretamente aos seus utilizadores a taxa municipal turística sobre dormidas, dispensando desta forma, os proprietários de quartos e casas de cobrança.

 

“Táxi fluvial do Douro no início de Setembro”

O serviço do táxi fluvial no rio Douro, com “Rabelas” a ligar as ribeiras de Porto e Gaia, vai começar a funcionar até ao início de Setembro, garantiu a empresa promotora que viu esta semana aprovadas as últimas licenças necessárias.