Volta Nacional: “Redução das tarifas da TAP agrada à Associação de Transporte e Trabalho Aéreo”

Volta Nacional: “Redução das tarifas da TAP agrada à Associação de Transporte e Trabalho Aéreo”

Púbico
“Mais de 600 anos depois, os castelos de Palmela e de São Jorge voltam a unir-se”
Corria o ano de 1384 quando D. Nuno Álvares Pereira mandou acender, no Castelo de Palmela, uma grande fogueira, destinada a avisar o Mestre de Avis, que se encontrava no Castelo de São Jorge, que em breve chegariam reforços para combater o cerco dos castelhanos. O episódio serve de mote ao Projeto Almenara, que promete valorizar o património de ambos os municípios e diversificar a oferta turística da Região de Lisboa. O projeto, que representa um investimento de cerca de 460 mil euros e conta com financiamento do Programa POR Lisboa 2020, foi apresentado esta quinta-feira, em Lisboa. Na ocasião, o presidente da Câmara de Palmela referiu-se a esta “parceria entre municípios” como uma “ponte” em construção.

Correio da Manhã
“Parque do aeroporto cobra 43 euros por 2 horas”
A ANA, entidade que gere o Aeroporto de Lisboa, reformulou a área de acesso às partidas e criou um novo parque de largada de passageiros, onde estacionar nos dez primeiros minutos é grátis, mas a permanência por uma hora custa 19 euros. A partir de uma hora há um agravamento de seis euros a cada quinze minutos. Ou seja, uma despedida de duas horas obriga a pagar 43 euros.

Vida Económica
“Redução das tarifas da TAP agrada à Associação de Transporte e Trabalho Aéreo”
A nova política comercial da TAP, com preços a partir de 32 euros por percurso já com taxas incluídas em viagens a partir do dia 1 de outubro dentro da Europa e Norte de África, com vista a passar a competir com o segmento das tarifas mais baixas do mercado, agrada à APTTA – Associação Portuguesa de Transporte e Trabalho Aéreo. Em declaração à Vida Económica, o presidente da APTTA, José Miguel Costa,, não hesita em afirmar: “Do ponto de vista estratégico não posso deixar de concordar com a opção que a TAP assumiu neste domínio”:

“Produtores de vinhos abrem portas pela vindima”
Setembro e outubro são, por excelência, os meses em que o enoturismo tem a sua época alta, coincidindo com o período da vindima. A Vida Económica deixa algumas sugestões: Real Companhia Velha, Quinta do Pôpa, Quinta de la Rosa, Casa de Santar e Herdade das Servas.

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Nacional, constituindo o seu conteúdo citação de informações.