Nau Hotels & Resorts com crescimento de 25% na faturação em 2016

Nau Hotels & Resorts com crescimento de 25% na faturação em 2016

O grupo Nau Hotels & Resorts prevê fechar o ano de 2016 com um incremento de 25% na sua faturação que, o ano passado, atingiu os 40 milhões de euros. Num encontro com a imprensa que decorreu, esta manhã, no Hotel Palácio do Governador, em Lisboa, Mário Ferreira, CEO do grupo, confirmou que 2016 será um ano muito positivo. “Pelo terceiro ano consecutivo tivemos um aumento de congressos nacionais e internacionais em abril e maio e até meados de junho. Tivemos números de inverno extraordinários, os melhores da atual gestão”, afirmou o responsável, acrescentando que o verão será igualmente positivo.

Na mesma ocasião, Pedro Almeida, presidente do conselho de administração do grupo, chamou a atenção para o futuro. “Mais importante que estes números positivos é o futuro. Temos que aproveitar esta oportunidade para reter os turistas”, afirmou o responsável, acrescentando que este é um trabalho que passa pela “aposta na qualificação do serviço e das pessoas, pelo investimento tecnológico, modernização das infra-estruturas e adequação do produtos aos clientes”. Com vista a melhorar este último ponto, o grupo fez, muito recentemente, um investimento considerável no Salgados Palace. O objetivo foi tornar a unidade, que tem sido muito procurada no período de inverno para a realização de eventos, também apetecível na época de verão para o segmento de famílias. “Criámos um summer club especifico”, introduzindo novas opções de alimentação, uma nova piscina e um kids club, afirmou Mário Ferreira. “No fundo foi uma operação de maquilhagem. Com base no mesmo edifício de hotel passámos de um hotel de congressos para lazer”.

Para 2017, as expetativas são igualmente positivas estando já confirmados para a Herdade dos Salgados vários eventos para a época baixa, nomeadamente, o Congresso de Cardiologia, o Update de Medicina e o evento anual da Remax. Sobre a realização de mais um grande evento da área automóvel, Mário Ferreira deu conta que “ainda não está fechado”, mas que a procura tem sido muita.

Na mesma ocasião, Pedro Almeida afirmou que o grupo “está aberto a gerir outros ativos”.”Temos soluções de gestão para muito ativos que estão no mercado porque temos competências para tal”, afirmou o responsável, acrescentando que o grupo tem sido “muito pró-ativo nesta área”. Exemplo disso são as próximas aberturas do grupo no Algarve, o Vilamoura Garden Hotel – que será inaugurado em julho – e o Salema Beach Village – que inaugura em setembro.

Raquel Pedrosa Loureiro