Notícias do Brasil… por Cristina Lira

Notícias do Brasil… por Cristina Lira

Categoria Advisor, Opinião

Por Cristina Lira

Primeira temporada do meganavio MSC Seaview é celebrada no Brasil

Xuxa Meneghel, madrinha da MSC Cruzeiros no lançamento no Brasil.

O majestoso navio, que traz um revolucionário design e proporciona ao hóspede uma experiência mais próxima ao mar, contou com a presença da madrinha brasileira da companhia, Xuxa Meneghel, para inaugurar a sua primeira temporada no país. Após pouco meses do seu batismo na Itália, o MSC Seaview iniciou no dia 07 de dezembro a sua primeira temporada em águas nacionais. A chegada do navio, que é o maior e mais moderno transatlântico a navegar pelo litoral brasileiro, desde que o país começou a receber cruzeiros, começou a ser celebrada no dia 02 de dezembro, quando o navio chegou no porto de Salvador. Na capital da Bahia, a chegada do MSC Seaview foi acompanhada pelo Cortejo Afro e das tradicionais Baianas, símbolos da cidade. Como acontece toda vez que um navio chega pela primeira vez em uma cidade, o revolucionário transatlântico sediou a cerimónia de troca de placas, tradição já conhecida na indústria de cruzeiros, que contou com a presença de autoridades locais e representantes da companhia.

Já no Rio de Janeiro, o MSC Seaview chegou ao porto ao som da premiada escola de samba Beija-Flor que encantou os turistas. Na Cidade Maravilhosa, a MSC também realizou a tradicional cerimónia de troca de placas e inaugurou o MSC Aurea SPA do navio, o seu espaço dedicado ao bem-estar e relaxamento dos hóspedes, que é o maior da frota atual da MSC Cruzeiros. A ação foi marcada pela presença das atletas do nado sincronizado, Bia e Branca Feres, que cortaram a fita de inauguração do espaço ao lado do diretor comercial e de Revenue, Ignacio Palacios.Ao chegar em Santos, o transatlântico foi recebido pelo Quarteto de Cordas da cidade e dentro do navio, foi realizada a tradicional apresentação da banda da Marinha, seguida da cerimónia de troca de placas com as autoridades locais. A companhia também inaugurou o Sports Bar do navio, que reúne uma memória do esporte em alto mar, com a ilustre presença do bi-campeão do mundo pela Seleção Brasileira, Pepe, conhecido como Canhão da Vila.Pepe entregou uma camisa da Seleção Brasileira autografada ao comandante do MSC Seaview, Giuseppe Galano, que em troca, entregou uma camisa da seleção italiana para o bi-campeão mundial, além de uma réplica do MSC Seaview. O grande evento de inauguração do meganavio no Brasil foi realizado na noite da última quinta-feira, dia 6 de dezembro, e contou com a presença de 2.400 convidados entre eles, seus executivos, agentes de viagem, convidados VIP, imprensa brasileira e parceiros, além da grandiosa madrinha brasileira da companhia, a apresentadora Xuxa Meneghel, que cortou a fita de inauguração do transatlântico.

Após a cerimónia oficial que marcou o início da primeira temporada do navio no Brasil, o evento contou com um jantar de gala e, logo após, o transatlântico seguiu em festa com música ao vivo em seus diversos bares e lounges. Por volta da meia noite, o espírito festivo e alegre da Bahia invadiu o transatlântico e todos os convidados cantaram e dançaram ao som da banda baiana Babado Novo. Após o show, a festa ainda continuou com o DJ Ronald, com o melhor da música eletrônica. A convite da MSC Cruzeiros, esta colaboradora participou do lançamento no Brasil, com saida do Rio de Janeiro, a bordo do MSC Seaview e noite de lançamento no Porto de Santos (SP).

Fest Bossa & Jazz- edição 2018 val começar nesta quinta-feira (13) e segue até domingo (16) com programação toda gratuita

Fest Bossa & Jazz 2018

Várias ruas e a orla na Praia de Pipa, no litoral sul do Rio Grande do Norte, serão tomadas por uma mistura de ritmos a partir desta quinta-feira (13). É que a edição 2018 do Fest Bossa & Jazz desembarca e permanece na praia até o domingo (16) com uma programação repleta de convidados e atividades. São 17 artistas/ bandas em 48 Pocket Shows, além de oficinas, workshop e Jam Session. O novo formato traz para edição mais proximidade do público com o artista e explora outras possibilidades de se usufruir a boa música e, ainda de forma gratuita.

Grandes nomes e diferentes estilos formam a line-up. Entre artistas/bandas convidadas estão: Taryn Szpilman (RJ), Chorinho da Pipa (SP/ARG), Filarmônica Monsenhor Honório (RN), Duo Maresias (ARG), Sâmela Ramos (SP), Nida Lira (RN), Blues Etílicos (RJ), Parahyba Ska Jazz Foundation (PB), Sueldo Soares & Os Grooves (RN), Mobydick (RN), Pris Dené & Tricomas Jazz Band (ARG), Dayanne Nunes (RN), Di Stéffano (RN), Bruna Hetzel & Macaxeira Jazz (RN), Tárcio Cardo (RJ), Família Pádua (RN) e Los Chaskys (PERU). Alguns dos nomes já passaram pelo palco do Fest em edições anteriores, outros fazem suas estreias no evento.

Cheio de novidades, começando pelo formato, o Fest Bossa & Jazz deste ano em Pipa será dividido em dois momentos como programação diurna e programação noturna, opções para as pessoas que preferem curtir durante o dia ou à noite, ou mesmo para quem não deseja parar durante esses quatro dias. A diurna traz oficinas e workshops a partir da quinta-feira (13) e shows na sexta-feira (14) em estabelecimentos na praia do centro, como o Restaurante Casarão, Aventureiro, Barraca da Neide, Orla da Praia do Centro, Pipa Beach Club e Orishas.

Na programação noturna, que já começa no primeiro dia do Fest, dia 13, serão uma média de 10 Pocket Shows por noite, distribuídos em locais pela Avenida Baía dos Golfinhos e Rua do Céu, sendo eles: Rua do Céu, Kanto da Pipa, Vila da Pipa Shopping, Galeria Oasis, Vila Mangueira e a Praça do Pescador. A animação deste turno inicia com a performance da Bossa & Jazz Street Band, às 19h30, em cortejo pela Baía dos Golfinhos antecedendo os shows que iniciam às 20h e, também nos intervalos de cada uma das apresentações.

Para encerrar a programação noturna com o estilo que o público já conhece, as movimentadas Jam Sessions que acontecem no Caxangá (dia 13), Pizzaria Calígula (dia 14), Muxima’s e Kanto da Pipa (dia 15) e na orla próxima ao Pipa Beach Club (dia 16)

Entidades de Turismo entregam Carta indicando nome de técnico para assumir a pasta da secretaria de Estado do Turismo do Rio Grande do Norte

Trade RN

As entidades ligadas ao turismo se reuniram na tarde dessa segunda-feira (10), na Escola de Governo, no Centro Administrativo, com Raimundo Alves, economista e membro da equipe de transição da Governadora eleita, Fátima Bezerra. Na ocasião, foi entregue uma carta, destacando a importância da atividade turística para a economia do Rio Grande do Norte, e ressaltando a importância do cargo da Secretaria Estadual de Turismo ser ocupado por uma pessoa técnica, conhecedora do setor, com experiência já comprovada e que possua a confiança da Governadora.

Sendo assim, as entidades sugeriram no documento, o nome de Ana Maria da Costa, empresária e ex-presidente da Emprotur, para ocupar o cargo de Secretária Estadual de Turismo, na certeza de que a mesma desempenhará a função com competência, esmero e dedicação.

Participaram da reunião: José Odécio, presidente da ABIH-RN, Francisco Barbosa, presidente executivo do Natal Convention Bureau, George Gosson, presidente da Câmara Empresarial de Turismo da Fecomercio-RN, e Decca Bolonha, vice-presidente do Sindetur.

Subscreveram a carta as seguintes instituições:
– Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do RN (ABIH-RN)
– Associação Brasileira de Agências de Viagens do RN (ABAV-RN)
– Natal Convention Bureau
– Sindicato de Hotéis Restaurantes Bares e Similares do RN (SHRBS-RN)
– Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do RN (ABRASEL-RN)
– Sindicato das Empresas de Turismo do RN ( SINDETUR)
– Fecomercio-RN

Curitiba é cidade modelo de acessibilidade no transporte coletivo

No Brasil, 45 milhões de pessoas têm algum tipo de deficiência
Um bilião de pessoas vivem com alguma deficiência no mundo. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), uma a cada sete pessoas, representando 13% da população mundial. No Brasil, são mais de 45 milhões de brasileiros que têm algum tipo de incapacidade mental ou dificuldade para ver, ouvir ou se movimentar de acordo com o Censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O portal Mobilize Brasil, que tem conteúdo exclusivo sobre mobilidade urbana sustentável e faz parte da ONG Abaporu, apurou que cerca de dois terços da população deficiente são de idosos. Isto se torna ainda mais desafiador para os países que precisam melhorar a infraestrutura do transporte coletivo.

A Perkons, empresa que desenvolve e aplica tecnologia para a segurança no trânsito, ouviu órgãos de trânsito e sociedade civil para descobrir o que está sendo feito e o que pode ser melhorado quando se trata do assunto. Para o portal Mobilize Brasil, Curitiba, a capital paranaense, é considerada uma cidade modelo quando se fala acessibilidade no transporte público.

A Urbanização de Curitiba (URBS) é a gestora do transporte municipal da cidade e, conforme o seu coordenador de operação do transporte, Ismael França Bagatin, 95% da frota operante de ônibus têm acessibilidade total: elevadores nas linhas (alimentadoras, interbairros, troncais e convencionais), nos locais de embarques e nas estações-tubo. “O critério para a compra de novos veículos é garantir acessibilidade total. Na última compra, de 25 novos biarticulados, os ônibus passaram a vir com dois espaços exclusivos para cadeirantes. Antes, era apenas uma abertura para cadeira de rodas. Investir em acessibilidade é garantir cidadania, respeitar os direitos e praticar inclusão”, argumenta Bagatin.

A cidade ainda quer alcançar os 100% nos próximos anos. “A frota tem 95% de acessibilidade. As estações-tubo, 93%. O nosso objetivo é chegar aos 100% com a renovação da frota de ônibus. Até 2020, pretendemos colocar 400 novos veículos no sistema e retirar os antigos de circulação”, explica o coordenador da URBS.

Outra cidade que também busca melhorar a acessibilidade é Maceió. A capital alagoana tem, no edital de licitação do transporte público, diversas regras que precisam ser cumpridas na hora da compra de novos veículos. “O edital exige duas vagas para cadeirantes nos ônibus, terminais reformados e entregues às empresas para manutenção, total acessibilidade para os usuários, emissão de cartões gratuitos às pessoas com deficiência e implantação da integração temporal entre os quatro lotes do sistema integrado de mobilidade de Maceió”, esclarece a assessoria de imprensa da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito de Maceió (SMTT).

Dentro de dois anos, Maceió pretende ter elevadores em 100% da frota. “A acessibilidade é um direito de todo cidadão. Quando trabalhamos com esta parcela da sociedade, garantimos mobilidade a todos, sem distinção de condição, gênero, raça ou credo. É importante garantir este direito e, por isso, a SMTT investe em acessibilidade para que nenhum setor da população seja prejudicado ou desprivilegiado”, afirma a assessoria.

Normas nacionais
As normas de acessibilidade não deveriam ser seguidas apenas em algumas cidades do país. O Governo Federal também trabalha para que a acessibilidade se faça presente em mais municípios. O Ministério das Cidades, por meio da Secretaria Nacional de Transporte e Mobilidade Urbana, executa o Programa Brasileiro de Acessibilidade Urbana, voltado a tornar o Brasil acessível para todos. No caderno, há uma série de recomendações sobre como deve ser o mobiliário urbano para que este seja acessível, além de incentivar o reordenamento das cidades.

Para o Ministério das Cidades, “a acessibilidade no ambiente urbano quer seja na escala da vizinhança ou bairro, quer seja na escala territorial da cidade, será garantida se houver uma ação conjunta e complementar entre técnicos, políticos e sociedade em geral. É o primeiro passo para o entendimento de que a cidade é um produto de todas estas forças e seus interlocutores”.

Bahia volta a receber regata internacional Jacques Vabre em 2019

Baía de Todos os Santos

A Baía de Todos-os-Santos voltará a ser destino da regata Transat Jacques Vabre em 2019. A confirmação foi anunciada durante o Salão Náutico de Paris, neste sábado (8). Pela sexta vez Salvador receberá a competição internacional, que tem partida de Le Havre, na França. Assim como na última edição, em 2017, o evento esportivo terá apoio do Governo da Bahia.

Com trajeto de mais de oito mil quilómetros pelo Oceano Atlântico, a regata terá largada no dia 27 de outubro de 2019, para as categorias Class40, Multi50 e IMOCA60, disputadas em dupla.

Durante mais de uma semana, velejadores, familiares e equipes envolvidas na competição contarão com serviços da Vila da Regata, nos arredores do Terminal Náutico da capital baiana. A novidade será a realização de uma minirregata dentro da Baía de Todos-os-Santos, após a chegada de todos os participantes das três categorias.

Em 2017, a regata Jacques Vabre deu projeção internacional à Baía de Todos-os-Santos, considerada de grande valia por navegadores de todo o mundo. “Agora, o nosso potencial para esportes náuticos, além dos atrativos naturais e culturais, serão novamente foco de atenção, ajudando a Bahia a atrair cada vez mais turistas estrangeiros e brasileiros”, comemora o secretário do Turismo do Estado, José Alves.

Os municípios do entorno da segunda maior baía natural do mundo serão beneficiados pelos investimentos do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), com o objetivo de fomentar o turismo náutico e cultural. Além de infraestrutura náutica e gestão ambiental, o Prodetur também promove qualificação profissional e estímulo à formalização de empresas, dentre outros projetos sociais.