Hosteltur
“França proíbe por lei as cláusulas de paridade de preços”

A Assembleia Nacional francesa aprovou a chamada Lei Macron, que suprime qualquer cláusula de paridade de preços nos contratos entre hoteleiros e agências de viagens online. Esta é a primeira decisão a nível legislativo na Europa que proíbe explicitamente estas cláusulas. Os hoteleiros e França “recuperam assim a sua liberdade empresarial e poderão oferecer aos seus clientes qualquer oferta ou desconto que considerem oportunos”.

“Hotéis de Sevilha tornam a cidade mais atractiva este Verão”

A Associação de Hotéis de Sevilha apresentou o cartão mais completo para desfrutar de Sevilha no Verão, o SummerHOTELCard. A iniciativa é promovida em conjunto com os escritórios de turismo City Expert, os autocarros turísticos de City Sightseeing, os cruzeiros pelo rio Guadalquivir da empresa Cruceros Torre del Oro, o novo Aquário de Sevilha e o Aire de Sevilha. O produto também inclui um consumo em alguns dos terraços mais exclusivos dos hotéis da cidade.

“Venda directa deveria representa 20-40% da comercialização hoteleira”

A venda directa converteu-se quase num mantra para os hoteleiros que os vai ajudar a salvar a sua distribuição e resultado bruto de exploração mas, diz o CEO da Mirai, “é mais um canal que há que saber gerir, porque o website do hotel não cria vendas novas. Ninguém aposta em 100% de venda directa porque venderia muito pouco”. Nesse sentido, ressalva que actualmente a média está entre os 10% a 15%, mas o ideal seria chegar a 20% a 40% da comercialização.

“Agências online chinesas venderam 2.200 milhões de euros em viagens para o exterior”

Segundo o relatório da Analysis, em 2014 as transacções para a venda de viagens de lazer pela Internet na China alcançaram os 4.800 milhões de euros, dos quais as viagens para o exterior reservadas online ocuparam a maior parte, atingindo os 45,1%, com um volume de transacções avaliado em 2.200 milhões de euros. Em simultâneo, o número de agências de viagens que oferecem viagens para o estrangeiro também está a aumentar rapidamente, superando as 2.700 no final de 2014, o que representa quase 10% do número total de agências de viagens do país.

“Companhias aéreas exigem pagamentos em dinheiro às agências gregas”

Mais de 30 companhias aéreas exigiram às agências de viagens da Grécia o pagamento em dinheiro ou mediante transferência bancária para o exterior, uma operação não permitida desde a imposição do controlo de capitais no país há 10 dias. Os clientes podem comprar com cartão na Internet.

“Ryanair vende à IAG as suas acções na Aer Lingus”

A Ryanair Holdings aprovou por unanimidade ter aceite a oferta da IAG pelos seus 29,8% na Aer Lingus Group. A low-cost irlandesa afirma que a sua participação estava disponível para venda desde Maio de 2012.

“Indonésia fecha cinco aeroportos por erupção de um vulcão”

As autoridades da Indonésia fecharam cinco aeroportos, entre eles o Aeroporto Internacional de Denpasar-Ngurah Rai de Bali, um dos mais importantes do país, devido à erupção e nuvens de cinzas vulcânicas que há quase uma semana se verificam no vulcão Raung.

“Grupo Lufthansa lança novo conceito híbrido de tarifas”

O Grupo Lufthansa está a implementar este Verão um novo conceito de tarifas para a classe turística nos voos europeus em três das suas 11 companhias aéreas – Lufthansa, Swiss e Austrian Airlines – o qual poderá significar a sua consolidação comercial no médio curso.

“Hoteleiros propõem plano para impulsionar a competitividade de Palma de Maiorca”

A Federação Hoteleira de Maiorca propôs um plano de trabalho para impulsionar a competitividade da cidade como destino turístico. Entre outras medidas, prevê-se a melhoria do produto turístico e o arranque do Palácio de Congressos, a ampliação dos horários comerciais e uma redução de taxas e impostos para as empresas.

Mercado & Eventos

“São Paulo é a cidade mais procurada por turistas que viajam de avião”

São Paulo foi a cidade mais procurada do Brasil por turistas que viajaram de avião em Julho, segundo pesquisa da agência de viagens online ViajaNet. O levantamento mostra que do total de buscas realizadas em Junho mais de 20% tiveram São Paulo como destino. Na sequência, aparecem Rio de Janeiro, Fortaleza, Recife, Salvador, Brasília, Maceió, Teresina, Porto Alegre e Belo Horizonte.

“Mtur quer movimentar mercado MICE”

O Ministério do Turismo quer aumentar a movimentação no mercado de viagens por meio de congressos, feiras e convenções. A iniciativa tem o objectivo de minimizar o impacto da sazonalidade no turismo por meio dos eventos em baixa temporada. Henrique Alves reconheceu a importância dos Conventions & Visitors Bureaus e destacou o turismo de negócios com um dos segmentos que mais gera empregos e divisas para o Brasil com a realização de feiras e convenções. De acordo com as estatísticas do MTur, o gasto médio do turista de negócios é 50% superior ao de lazer.

“Travelport anuncia a compra do Mobile Travel Technologies”

A Travelport Worldwide Limited anunciou que adquiriu a Mobile Travel Technologies Ltd (MTT), empresa privada, que fornece plataforma de viagens móvel e um conjunto de produtos que permite a companhias aéreas, hotéis, empresas de gestão de viagens corporativas e agências de viagem engajarem seus clientes por meio de serviços móveis sofisticados e personalizados.

Panrotas

“United divulga desempenho operacional de Junho”

A United Airlines divulgou os resultados operacionais referentes ao mês de Junho. O tráfego consolidado (receita de milhas por passageiro) da United aumentou 1,3% e a capacidade consolidada (milhas por assentos disponíveis) aumentou 2,2% em relação a Junho de 2014. A taxa de ocupação consolidada da companhia, no entanto, diminuiu 0,8% em comparação ao mesmo período no ano anterior.

“Tunísia estima prejuízo de 515 milhões de dólares no turismo”

Após ataque realizado a um hotel à beira mar e que deixou 38 pessoas mortas, principalmente turistas britânicos, a Tunísia informou que deverá registrar prejuízo de pelo menos 515 milhões de dólares com o turismo, ou cerca de um quarto da receita anual proveniente do turismo. O país norte-africano ganhou 1,95 mil milhões de dólares em turismo no ano passado. O sector é responsável por até 7% do produto interno bruto e é grande fonte de moeda estrangeira e empregos para a Tunísia.

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Internacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.