9 ideias para um fim de semana perfeito em família

Categoria Agenda, Inside

Para além de ser, finalmente, sexta-feira e estar um tempo incrível lá fora, há mais uma boa notícia pela qual pode suspirar: todas as sextas-feiras, a Ambitur.pt passa a sugerir-lhe ideias de programas que valem mesmo a pena e por onde pode – e deve passar. E este é o resultado desta semana: exibições de standup comedy, espetáculos de música ao vivo, mostras gastronómicas e até mercados urbanos.

Vai ser assim no Peixe em Lisboa, onde o peixe e o marisco são os reis da festa, com toda a expertise da cozinha portuguesa e internacional reunida num só espaço. Curioso? Pois, então saiba que no mesmo dia, em Setúbal, vai haver festa no Forte de S. Filipe, reaberto recentemente ao público. Mas, se ainda não foi desta que o convencemos e prefere algo diferente, há muito mais para visitar.

Conheça o nosso guia para um fim de semana perfeito de norte a sul do país:

1. Festival Internacional de Chocolate (até 2 de abril, Óbidos)
Chocolate. Muito, mas mesmo muito CHO-CO-LA-TE. Precisamos de mais motivos para o convencer a ir até Óbidos este fim de semana?

Morada: Edifício Paços do Concelho, Largo de São Pedro, 2510-086 Óbidos
Horários: entre as 12 e as 17 horas
Preços: 6€ para maiores de 12 anos, 3€ para crianças entre os 6 e os 11 anos e 5€ (bilhete individual) para grupos compostos por mais de 15 pessoas

2. Rubis Gás UP — Festival Internacional de Balonismo (até 2 de abril, Coruche)

Realiza-se, pela primeira vez, o Rubis Gás UP — Festival Internacional de Balonismo de Coruche, onde vão estar em competição 40 equipas de autênticos Carl’s Fredricksen’s – chamemos-lhes assim – a sobrevoar os céus desta vila ribatejana dentro de balões de ar quente . Mas há mais: por cada 20€ gastos em compras, habilita-se a uma viagem gratuita de balão.

Preços: entrada gratuita

3. Feira Quinhentista (até 2 de abril, Setúbal)

Uma verdadeira viagem ao século XVI. É isto que a autarquia de Setúbal propõe a quem visitar o Forte de S. Filipe, também conhecido como Castelo de S. Filipe, que reabriu recentemente ao público. A data vai ser assinalada com exibições de aves de rapina, exposições sobre instrumentos de tortura e demonstrações de combate com armas antigas, venda de artesanato e restauração tradicional e, claro, muita animação de rua.
Horários: sexta-feira das 15 horas às 23h30, sábado das 13 horas às 23h30 e domingo, das 13 horas às 19h30
Preços: 2€ (bilhete individual), 6€ para grupos de quatro pessoas e entrada gratuita para crianças até aos 12 anos

4. Lego Fun Factory (2 de abril, Amadora)
Aproveite a desculpa de que lá vai só para entreter os miúdos e embarque numa verdadeira viagem aos seus tempos de criança. Neste espaço há uma piscina de peças, parede de escalada, zonas de leitura, construções e videojogos. Mas, atenção: uma hora depois prepare-se (para a choradeira e birras), porque vai ter de abandonar o espaço para dar lugar a outras crianças.

Morada: Centro Comercial Dolce Vita Tejo, Avenida Cruzeiro Seixas 5 e 7, 2650 Amadora
Horários: das 11h30 às 20 horas
Preços: entrada gratuita

5. Peixe em Lisboa (até 9 de abril, Lisboa)

Se gosta de pratos em que o peixe e o marisco são reis, este festival gastronómico é imperdível, acredite. Uma dezena de restaurantes vão lá estar com espetáculos de showcooking ao vivo, vão decorrer aulas de cozinha e venda de produtos no mercado gourmet – do peixe, à doçaria, passando pelo azeite, vinhos, compotas aos queijos. Esta 10.ª edição fica também marcada por decorrer no recém-reaberto Pavilhão Carlos Lopes, também recuperado pela Associação de Turismo de Lisboa, edifício histórico da cidade de Lisboa.
Morada: Pavilhão Carlos Lopes, Avenida Sidónio Pais (Parque Eduardo VII), 1050 Lisboa
Horários: das 12 horas à meia-noite
Preços: bilhetes diários entre os 6 e os 12€

6. Festival do Ouriço-do-Mar (31 de março a 9 de abril, Ericeira)
A 2.ª edição do certame dá-lhe a provar 15 variedade de receitas de 12 restaurantes locais, onde o ouriço-do-mar é o ingrediente principal dos pratos, entre eles: risotto de ovas de ouriço com espargos e camarão, no Funky; açorda de ouriços, na Marisqueira Furnas e no A Panela; creme brulée com cristais de ouriço do mar, no espaço Sul; e até ouriço cru no restaurante Tik Tak.

7. Olivia Beer Mind (31 de março a 2 de abril, S. João da Madeira)
Gostar de cerveja é uma vantagem, mas não é obrigatório para desfrutar deste festival. Não irá faltar cerveja à pressão e artesanal, claro está, mas também haverá street food e muita animação musical. E, nem as crianças ficam de fora da festa, com atividades para se entreterem, tais como workshops de culinária.
Morada: Oliva Creative Factory, Rua da Fundição, 240, São João da Madeira
Horários: hoje, entre as 15 e as 2 horas; sábado das 10 às 15 horas a 1 de abril; e domingo a partir das 15 às 20 horas
Preços: entrada gratuita

8. Mercado do Nervo (1 a 2 de abril, Lisboa)
Se já era visitante assíduo da Feira das Almas, também vai ficar fã deste conceito dos mesmos criadores. Este novo mercado urbano alternativo arranca esta semana, no mesmo espaço, e vai decorrer no primeiro fim de semana de cada mês.
Morada: Regueirão Anjos 70, 1150-011 Lisboa
Horários: das 11 às 19 horas
Preços: entrada gratuita

9. Mercado da Primavera (2 de abril, Porto)
Todos os domingos, a primavera dá o ar da sua graça no Pátio da Nogueira do Parque de Serralves e, este fim de semana, não foge à regra. É lá que se juntam vários produtores no Mercado da Primavera, para venderem queijos artesanais, enchidos regionais, doçaria, compotas e geleias tradicionais, uma enorme variedade de frutas e hortículas frescas, plantas aromáticas, vinhos e outras especialidades. E, claro está, sem esquecer as flores – de diversos tipos, cores e formas.
Morada: Fundação Serralves, Rua D. João Castro, 3150-417 Porto
Horários: das 10 às 17 horas
Preços: entrada gratuita, com acessos pela Rua de Bartolomeu Velho, 141 (Quinta de Serralves) ou pelo parque para portadores dos bilhetes Parque e Museu)

10. Festival do Medronho de Monchique (1 a 2 de Abril, Monchique)
A cidade de Monchique, mais conhecida por ser “A Capital do Medronho”, prepara-se para abrir portas ao Festival do Medronho, de 1 a 2 de abril. Vão decorrer encontros artísticos, exposições e venda de produtos, debates, espetáculos de música, standup comedy, mostras gastronómicas e até uma competição de flair bartending. Consulte o programa completo aqui.
Horários: sábado, das 11 às 18h30, e domingo das 11 às 19 horas
Preços: 3€ (entrada diária)