90% dos voos da Ryanair em janeiro não tiveram atrasos

90% dos voos da Ryanair em janeiro não tiveram atrasos

Categoria Business, Transportes

A Ryanair divulgou esta quarta-feira as estatísticas do serviço ao cliente referentes ao mês de janeiro de 2019.

Segundo a companhia aérea, e excluindo os atrasos provocados pelo controle de tráfego aéreo (ATC), 90% dos voos chegaram dentro do horário ao destino, uma descida de 1% referente ao período homólogo de 2018. Ao longo do mês, a Ryanair transportou 10 milhões de passageiros.

A classificação da experiência de voo também foi divulgada. Dos 75 mil clientes que voaram em janeiro na Ryanair e que responderam ao inquérito “Rate My Flight”, 92% classificaram a sua experiência como “Excelente/Muito boa/Boa”. O inquérito permite classificar, através da app da empresa, o seu voo em tempo real. Em comunicado, a companhia aérea indica que os valores de satisfação foram “particularmente elevados em termos de embarque (87%), simpatia da tripulação (94%), serviço a bordo (93%) e variedade de comida e bebidas disponíveis (82%)”.

Apesar dos números satisfatórios, 5% dos voos (2.900) sofreram atrasos devido à falta de pessoal de ATC em França, Alemanha e Reino Unido e às greves em Itália.

Para Kenny Jacobs, da Ryanair, a falta de pessoal é “inaceitável. Juntamente com outras companhias aéreas, apelamos aos governos da Europa e à Comissão Europeia que tomem medidas urgentes para colocar as necessidades dos passageiros à frente dos interesses dos pequenos mas poderosos sindicatos de ATC, de forma a prevenir mais um Verão caótico e assegurar que há pessoal suficiente em controle de tráfego aéreo e que os voos que sobrevoam espaço aéreo de países onde há greves de ATC não são afetados”.

No entanto, o responsável congratula-se com os números atingidos, continuando a “disponibilizar um índice de pontualidade líder de indústria. Agradecemos aos nossos passageiros por partilharem a sua opinião, que nos permite trabalhar continuadamente para melhorar o serviço da Ryanair para todos os clientes”.