“A Jumbo Tours Portugal será um bom parceiro para a indústria do turismo em Portugal”

“A Jumbo Tours Portugal será um bom parceiro para a indústria do turismo em Portugal”

O Grupo Jumbo Tours, um dos principais players internacionais no âmbito do turismo recetivo, está bastante satisfeito com o investimento que tem feito no mercado português. Luís Tonicha, Business Development Director para Portugal, afirmou à Ambitur que “o balanço é muito positivo”. Neste momento, conta com uma equipa residente, a contratação das principais cadeias hoteleiras e hotéis independentes está em bom desenvolvimento, as vendas online crescem já na casa dos dois dígitos, tem já operações com nove voos semanais e previsão de 60 mil passageiros para 2019. Ou seja, “podemos afirmar que o investimento feito começa a dar sinais de resultados positivos e que a Jumbo Tours Portugal será um bom parceiro para a indústria do turismo em Portugal, tanto fornecedores, como clientes”, resume o responsável.

Luís Tonicha explica que a sua contratação, conhecida em abril deste ano, teve como objetivo principal o desenvolvimento da atividade de incoming em Portugal, um destino que o grupo considera “de enorme relevância, tanto pelo seu volume de negócio, como pela alta procura por parte dos seus clientes”.

Neste momento, “Portugal faz parte de um plano de expansão da empresa que envolve outros destinos”, assegura Luís Tonicha. E adianta que a Jumbo Tours Portugal está a criar a base de produto para o país no que toca a hotéis, rent-a-car, transferes, excursões e circuitos no Continente e Ilhas. “É neste sentido que vamos, não descurando também a área de vendas, que quer estar cada vez mais próxima das agências e operadores em Portugal, mas também a imensa carteira de clientes internacionais que a Jumbo tem”, frisa o responsável.

Luís Tonicha reconhece que Portugal, como destino turístico, está a ser alvo da atenção de todos os mercados. “Esta atenção faz com que alguns operadores, de diferentes continentes, queiram desenvolver o destino; nós neste momento recebemos nove voos semanais, para Lisboa, Porto e Faro, e mais voos estão em negociação para 2019 e 2020”, esclarece. O grupo está a receber “muitos pedidos” para Grupos e Incentivos, para Lisboa e Porto, para 2020 e 2021.

Além disso, o grupo conta com recetivos próprios nos principais destinos turísticos e continua com uma política de expansão, tanto para oriente como para as Américas, estando já a entrar na Argentina e no Brasil, este último reportando ao centro de operações na América do Sul, onde uma equipa conduzida por Gabriel Fiol está já no terreno. E outros destinos se seguirão. “Óbvio que os operadores e agências portugueses beneficiarão dessas estruturas locais para as suas operações”, lembra Luís Tonicha.

A Jumbo Tours Portugal tem atualmente escritórios em Lisboa e Porto, e ainda um escritório no Algarve, que serve a operação de recetivo e a contratação local. Na Madeira e Açores não há intenções de abrir um escritório, optando antes o grupo por trabalhar com colaboradores locais.

Inês Gromicho. Este artigo foi publicado na edição 315 da Ambitur.