“A SATA mais uma vez mostrou que está cá para dar resposta e servir os Açores e os açorianos”

“A SATA mais uma vez mostrou que está cá para dar resposta e servir os Açores e os açorianos”

Categoria Advisor, Política

O Secretário Regional do Turismo e Transportes assegurou ontem, na Horta, que o Governo dos Açores vai “continuar a contribuir para que a SATA desenvolva o seu trajeto servindo os Açores e os Açorianos de uma forma cada vez mais orientada para as necessidades de acessibilidade e de mobilidade de todos os Açorianos”.

Vítor Fraga afirmou, na sua intervenção na Assembleia Legislativa durante o debate sobre o relatório da Comissão de Inquérito ao Grupo SATA, que o Executivo estará sempre disponível para, “ao lado” da companhia aérea regional, dar as “respostas adequadas, dentro do novo quadro regulatório, para que ela tenha um desenvolvimento sustentável e uma capacidade de resposta para todos os Açorianos, que é aquilo que se espera de uma empresa pública como é a SATA”.

“Foi sempre com espírito totalmente aberto e de total colaboração que o Governo esteve perante a Comissão de Inquérito, disponibilizando toda a informação e respondendo de acordo com aquilo que lhe ia sendo solicitado, tal como também é a sua obrigação”, salientou.

O titular da pasta dos Transportes frisou ainda que, num ambiente completamente novo como aquele que se verificou no ano de 2015, com a alteração do modelo de acessibilidades à Região e com a alteração das Obrigações de Serviço Público na Região, “a SATA Internacional transportou, nas rotas de Obrigações de Serviço Público, mais 26.257 passageiros, mostrando que estava preparada para dar uma resposta e ultrapassar mesmo os imprevistos que foram provocados pelo Governo da República, do PSD e do CDS-PP, quando a TAP, à última da hora, abandonou as rotas da Horta e do Pico”.

Neste cenário, segundo Vítor Fraga, “a SATA mais uma vez mostrou que, quando era necessário, está cá para dar resposta e servir os Açores e os Açorianos”, acrescentando que “é isto que se espera da SATA, é para isso que trabalhamos”.

O Secretário Regional sublinhou ainda que o Governo dos Açores não seguirá o caminho de outros que “têm uma estratégia claramente definida, com fins eleitoralistas, de destruição da SATA para beneficio político-partidário”.