“A TAP não será privatizada sob pressão e que tire o cavalinho da chuva quem aposta nisso””

Categoria Advisor, Home, Política

Ao ministério da economia chegaram já quatro manifestações de interesse &credíveis& para a TAP. Numa entrevista ao Diário Económico, António Pires de Lima, Ministro da Economia, deixa claro que o &stress operacional da TAP& não deve ser justificação para &uma privatização apressada e feita em condições que não a valorizem&. &A TAP não será privatizada sob pressão e que tire o cavalinho da chuva quem aposta nisso&, afirma.Na opinião do executivo,& o Governo tem três hipóteses em mãos, no que diz respeito ao dossier da TAP: não privatizar, privatizar até 49%, mantendo o Estado uma posição maioritária ou privatizar 100%. &A TAP vive num mercado muito concorrencial e precisa de mais agilidade do ponto de vista de gestão&, acrescenta.Para o ministro da Economia, &ou se toma a decisão nestas próximas semanas ou a janela de tempo fecha-se&.Sobre os sucessivos incidentes que ocorreram na companhia este Verão, Pires de Lima assevera que &vamos ter de acompanhar diligentemente a evolução ao longo de Setembro, Outubro e Novembro, mas parece-me que a TAP superou aquele momento de stress operacional e espero que tenha aprendido com os erros.