ABAV Expo 2018: Abreu Online com “resultados positivos” e “perspetivas bem positivas” para o presente e futuro

ABAV Expo 2018: Abreu Online com “resultados positivos” e “perspetivas bem positivas” para o presente e futuro

O Grupo Abreu e a sua plataforma de reservas B2B voltam a marcar presença na ABAV Expo 2018. A empresa traz algumas novidades e, à Ambitur, Felipe Cuadrado, coordenador de produtos da América Latina da Abreu Online, faz um balanço das operações da plataforma.

As vendas no Brasil e na América Latina, segundo o responsável, “não poderiam estar a correr melhor”. “As vendas têm crescido e isso é muito positivo para a Abreu Online”, explica.

A abertura oficial do primeiro escritório da plataforma na Argentina é apontado como uma grande novidade: “A partir de agora conseguimos dar mais apoio aos nossos clientes que estão baseados lá”, afirma. Felipe Cuadrado adianta ainda que “o aumento da concentração do produto próprio, de disponibilização de produto próprio dentro das lojas da Abreu em Portugal, das bases da Abreu online em si, permitem-nos conseguir criar um portefólio bem extenso e bem forte de contratação própria.”

O responsável acrescenta que o mercado português tem voltado “em grande força ao destino Brasil” e, mesmo o país carioca “tem trazido resultados muito positivos para todos nós”. O número “bem forte” do desenvolvimento do produto faz com que a perspetiva para o segundo semestre deste ano e primeiro semestre de 2019 sejam bem positivas para o grupo.

O mercado brasileiro “tem tido um crescimento de forma geral”. No entanto, Felipe Cuadrado explica que existem desafios para o futuro neste mercado que está em crescimento: “Existe um número cada vez maior de ‘competidores’ e um número elevado de players a entrar” o que exige mais competência por parte de todos. Além disso, “vender o produto Brasil é bem complexo”, devido a ser “um país com dimensões continentais”. Para o responsável, “é difícil, por vezes, explicar e apresentar ao mercado de fora”.

Sobre os novos destinos, o responsável afirma que “têm sido bastante divulgados” e nota-se um grande aumento nesse sentido, “não só os produtos normais da Baía, mas também nos produtos diferencias que acabam por trazer novas oportunidades de venda para o mercado de uma forma geral”, conclui.

Cristiana Macedo, em São Paulo, com apoio da TAP e da ABAV