ACI e IATA pedem apoio financeiro urgente para proteger emprego e operações

ACI e IATA pedem apoio financeiro urgente para proteger emprego e operações

Categoria Advisor, Associativismo

O Conselho Internacional dos Aeroportos (ACI) e a IATA juntaram-se hoje para pedir aos Governos que concedam rapidamente apoios financeiros para ajudar os operadores aeroportuários e as companhias aéreas durante a crise da Covid-19 e apoiem a conecticidade essencial que a indústria proporcionará para a recuperação económica.

A indústria está unida com os governos de todo o mundo no esforço de travar a propagação do vírus e, perante as fortes restrições de viagens impostas pelos governos, a indústria está a fazer tudo o que pode para manter as operações de mercadorias vitais para suportar as cadeias de abastecimento globais, incluindo equipamento médido essencial para lutar contra a Covid-19.

O impacto económico destas medidas em todos aqueles envolvidos na indústria global da aviação foi muito forte. Com a procura de passageiros a cair para níveis sem precedentes, as receitas estão a diminuir muito além do possa ser possível mitigar com medidas de redução de custos. Os aeroportos e as transportadoras continuam a enfrentar uma crise de liquidez financeira.

O atual estado da indústria de transporte aéreo ameaça a perda de milhões de postos de trabalho. A indústria da aviação sustenta 65,5 milhões de postos de trabalho em todo o mundo, incluindo 10,5 milhões de pessoas que trabalham nos aeroportos e companhias aéreas, e sustenta 2,7 triliões de dólares na atividade económica mundial.

A ACI e a IATA exigem apoio equilibrado urgente à indústria através de:
– alívio fiscal, incluindo impostos de trabalho, taxas de concessão ou outros rendimentos governamentais da indústria;
– empréstimos, garantias de empréstimo ou apoio direto para manter a liquidez financeira por todo o ecossistema da aviação.