“Agosto é sempre um bom ano para a hotelaria e este ano não foi exceção”

“Agosto é sempre um bom ano para a hotelaria e este ano não foi exceção”

De acordo com o AHP Tourism Monitor, os hotéis nacionais registaram no mês de agosto de 2016 uma taxa de ocupação de 88,8%, o que representa uma subida de 1,6 p.p. em comparação com o mesmo mês do ano passado. O preço médio por quarto ocupado subiu 10% (fixou-se em 105,7 euros) e o RevPar – preço médio por quarto disponível aumentou 11,9% (fixou-se em 93,7 euros). Por sua vez, a receita média por turista no hotel foi de 137 euros (mais 18,1% do que em agosto de 2015) e a estada média de 2,07 dias, mais 4% do que no período homólogo.

Os destinos turísticos com a taxa de ocupação quarto mais elevada foram Madeira (93,4%), Algarve (93,4%) e Estoril/Sintra (89,9%) e com o RevPar mais elevado foram Algarve (153,6 euros), Estoril/Sintra (111,8 euros) e Lisboa (84,5 euros).

Cristina Siza Vieira, presidente executiva da AHP, sublinha que “agosto é sempre um bom mês para a hotelaria nacional e este ano não foi exceção. Em termos de variação homóloga da taxa de ocupação destaque para as unidades de três estrelas, com uma variação de mais 2,6% face a 2015. Todavia, em termos absolutos, foi a categoria das 4 estrelas que registou melhor taxa de ocupação (91%) As restantes categorias, com exceção das de duas estrelas, também registaram aumentos. Em relação ao preço médio por quarto ocupado, o destaque vai para as duas estrelas onde a variação foi de mais 12,9% (56,76 euros). De destacar que em todos os destinos e em todas as categorias subiu o REVPAR, nuns casos porque subiu o preço médio, noutros porque subiu a taxa de ocupação, noutros porque subiram ambos os indicadores”.
DESTINOS TURÍSTICOS

MINHO
A taxa de ocupação quarto foi de 85%, o que significa uma subida de 2,6 p.p. em comparação com agosto de 2015.O preço médio por quarto ocupado foi de 68,6 euros, mais 11,1% do que em agosto de 2015.

GRANDE PORTO
Durante o mês de agosto de 2016, os indicadores no destino Grande Porto apresentam, face ao período homólogo anterior, variações positivas de 8,1% no RevPar (70 euros em agosto) e 7,7% no preço médio (78,3 euros).
A taxa de ocupação quarto foi de 89,4%, mais 0,4 p.p. do que em agosto de 2015.

BEIRAS
Durante o mês de agosto de 2016, os indicadores deste destino apresentam, face ao período homólogo anterior, variações positivas de 10% no preço médio por quarto ocupado (69,1 euros), e 10,7% no RevPar (49,9 euros). A taxa de ocupação quarto foi de 72,2% mais 0,4 p.p. do que em agosto de 2015.

COIMBRA
As unidades hoteleiras de Coimbra, em agosto de 2016, apresentam uma taxa de ocupação quarto de 77,2% (mais 1,1 p.p.) e um RevPar de 47,9 euros (mais 15,9% do que em agosto de 2015). O preço médio por quarto ocupado foi de 62 euros, superior em 14,2%, por comparação com agosto de 2015.

VISEU
A taxa de ocupação quarto foi de 64,2%, o que significa uma subida de 13,1 p.p. em comparação com agosto de 2015. No mesmo período o preço médio por quarto ocupado subiu 5%, fixando-se nos 62,5 euros. O RevPar foi de 40,1 euros, mais 31,8% do que em agosto de 2015.

OESTE
A taxa de ocupação quarto foi de 82,2%, o que significa uma subida de 1 p.p. em comparação com agosto de 2015. No mesmo período o preço médio por quarto ocupado subiu 8,2%, fixando-se nos 99 euros.

LEIRIA/FÁTIMA/TEMPLÁRIOS
Durante o mês de agosto de 2016 o preço médio por quarto ocupado foi de 57,2 euros, mais 4,3% do que em agosto de 2015. A taxa de ocupação quarto foi de 73%, mais 6,1 p.p. do que em agosto de 2015.

ESTORIL/SINTRA
Durante o mês de agosto de 2016, a hotelaria do destino Estoril/Sintra apresenta, face ao período homólogo anterior, variações positivas de 8,3% no preço médio por quarto ocupado (que foi de 124,3 euros) e de 9,4% no RevPar (montante de 111,8 euros). A taxa de ocupação quarto foi de 89,9% mais 0,9 p.p. do que em agosto de 2015.

LISBOA
No mês de agosto, verificou-se no destino turístico Lisboa uma taxa de ocupação quarto de 89,8%, o que significa uma subida de 2,7 p.p. face ao mesmo mês de 2015.
Em termos de RevPar, e na globalidade das categorias, o valor de agosto de 2016 cifrou-se em 84,5 euros, valor superior em 14,4% face ao período homólogo. Verifica-se ainda uma subida 10,9% no preço médio por quarto ocupado, indicador que se fixou nos 94,1 euros.

COSTA AZUL
As unidades hoteleiras deste destino no mês de agosto apresentam um RevPar de 81,6 euros e uma taxa de ocupação quarto de 89,4% (mais 16,3% e 0,1 p.p. do que em agosto de 2015, respetivamente).
O preço médio por quarto ocupado foi de 91,3 euros, mais 16,2% do que em agosto de 2015.
ALENTEJO
Os hotéis deste destino apresentam no mês de agosto de 2016 uma taxa de ocupação quarto de 82,7% (menos 1,5 p.p. do que em agosto de 2015) e um RevPar de 73,6 euros (mais 18,1% do que em agosto de 2015).
O preço médio por quarto ocupado foi neste mês de 89 euros, mais 20,4% do que no período homólogo anterior.

ALGARVE
Sobre este destino, no mês de agosto 2016 a taxa de ocupação quarto foi de 93,4%, mais 0,2 p.p. que no mês homólogo de 2015.
A taxa de ocupação quarto, quando comparada por zonas, foi superior no Algarve Sotavento (94,6%) do que no Algarve Centro (92,5%) e Algarve Barlavento (94,2%).
O preço médio por quarto ocupado foi neste mês de 163,4 euros, mais 10,8% do que no período homólogo.
Em termos de RevPar, e na globalidade das categorias obteve-se um valor de 152,6 euros evidenciando um crescimento de 11% face ao período homólogo.

MADEIRA
Em agosto de 2016 a Hotelaria da Madeira apresenta uma taxa de ocupação quarto de 93,4%, mais 1,3 p.p. em comparação com o mês homólogo de 2015. O preço médio por quarto ocupado foi de 79,4 euros e o RevPar de 74,2 euros mais 15% e 16,6%, respetivamente.

AÇORES
Em agosto de 2016 a Hotelaria dos Açores apresenta uma taxa de ocupação quarto de 87,8%, mais 1,8 p.p. do que no período homólogo anterior. Os preços médios por quarto ocupado e disponível foram de 77,6 euros (mais 6%) e 68,1 euros (mais 8,2% do que em agosto de 2015).