AHRESP defende que Governo deve evitar retirada prematura dos apoios às empresas

AHRESP defende que Governo deve evitar retirada prematura dos apoios às empresas

Categoria Advisor, Associativismo

Após as declarações do Primeiro-Ministro sobre a diminuição da intensidade dos apoios à economia, considerando que as empresas estão a retomar o seu caminho e têm menos necessidades, a AHRESP volta a insistir que realidades setoriais distintas requerem tratamentos diferenciados.

A associação recorda que o alojamento turístico e a restauração e similares “foram e continuam a ser as atividades que mais sofreram os impactos negativos da pandemia”. E lembra que a retoma está a decorrer a diferentes ritmos e que “o negócio das nossas empresas ainda não se situa nos níveis pré-pandemia”.

Por isso mesmo, a AHRESO afirma que é muito importante que o Governo continue a apoiar financeiramente estes setores até que a atividade turística esteja normalizada, incluindo ao nível do turismo internacional, ao qual a atividade das empresas está diretamente ligada. “A retirada prematura dos apoios pode comprometer a viabilidade das empresas que ainda não estão preparadas para fazer face a todas as suas obrigações financeiras”, conclui, no seu boletim diário.