Amadeus Brighter Awards: O «futuro» marcou a gala do turismo nacional

by Inês Gromicho | 15 Janeiro 2016 15:12

A terceira edição dos Amadeus Brighter Awards, que teve lugar ontem em Lisboa, ficou marcada pela temática do futuro, tanto ao nível do espetáculo, de inspiração espacial e tecnológica, como dos discursos. Mas houve mais. Para além dos vencedores, a gala do turismo nacional, que visa premiar os gestores que mais se destacaram no ano transato na atividade, que contou com a presença de mais de 400 participantes, teve ainda momentos especiais, como os elogios trocados entre a atual secretária de Estado do Turismo e o seu antecessor.

 

David Doctor, Amadeus[1]

David Doctor, Amadeus

A temática «futuro» foi algo que David Doctor, Vice-Presidente da Amadeus para a Europa Ocidental, aproveitou de imediato para a sua intervenção. Diante de uma vasta plateia, o responsável deu o mote “gostaria que quando pensassem na Amadeus, pensassem numa garantia para o futuro”. Explicando o sentido das suas palavras, o responsável avançou com números, sendo que a Amadeus investe cerca de 3.000 milhões de euros todos os anos em investigação e desenvolvimento. Ou seja, “somos a empresa que mais investe na indústria do turismo em toda a Europa. E investimos esse dinheiro para garantir o futuro. A nossa missão é ajudar a moldar o futuro, ajudar a modernizar e equipar os nossos clientes para os novos desafios na indústria turística”.
Para David Doctor, “o turista de hoje está sempre conectado, é informado, tem acesso fácil a muita informação. E o objetivo de todo o investimento feito pela Amadeus, para as agências de viagens, companhias aéreas, hotéis, indústria ferroviária e automóvel, é que toda a indústria pode acompanhar esses viajantes na sua própria experiência turística. Pode sempre estar conectado, e preparado para os desafios futuros desta indústria”. Levantando um pouco o véu relativamente ao que a Amadeus vai fazer este ano em Portugal, o interlocutor adianta que “em 2016, neste mercado, a Amadeus vai apresentar inovações muito importantes e lançar produtos únicos”.

 

Ana Mendes Godinho, Secretária de Estado do Turismo.[2]

Ana Mendes Godinho, Secretária de Estado do Turismo.

Mas voltemos à abertura da gala, que ficou marcada pela presença da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, que explicou que fez questão em estar presente precisamente por ser um evento que valoriza aquilo que é o ativo principal do turismo, que são as pessoas. “Todos os que aqui temos na sala contribuíram decisivamente para aquilo que o turismo é hoje e os números estão à vista e mostram que de facto a atividade turística e o turismo em Portugal são fundamentais no desenvolvimento do nosso país”, salientou a oradora.
Para a responsável, “tudo isto é resultado de um forte investimento privado mas também de um forte investimento público ao longo dos anos. Hoje temos uma oferta qualificada, temos ligações aéreas competitivas, temos produtos inovadores mas há muito por fazer e, como vimos aqui, a nave digital, do futuro, já cá está, já aterrou e portanto não podemos baixar os braços”.

Ana Mendes Godinho também não deixou de ir ao futuro, considerando que “vivemos tempos desafiantes, vivemos tempos de compromissos, vivemos tempos de exigências e eu acredito que todos temos o nosso papel a desempenhar”. Afirmando que “o Estado não se pode demitir das suas funções e eu posso assegurar perante vós que vou fazer tudo para que o Estado assuma na sua plenitude as funções”, por outro lado não esquece que o inverso acontecerá quando tiver “de sair de cena”.
A terminar, e falando diretamente para o seu antecessor (Adolfo Mesquita Nunes), Ana Mendes Godinho, deixou uma palavra de especial apreço: “aquilo que nos separa não é mais forte do que aquilo que nos une e que é a pretensão de fazer de Portugal um país melhor e mais justo, ainda que por caminhos diferentes, e o turismo é uma peça chave”. Concluindo, a secretária de Estado do Turismo acrescentou: “porque acredito que em conjunto trabalhamos melhor e conseguimos articular esforços para promover a competitividade do destino português, eu conto convosco, mas podem ter a certeza que contam comigo”.

 

Adolfo Mesquita Nunes[3]

Adolfo Mesquita Nunes.

A secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, anunciou seguidamente o vencedor do prémio “Gestor do Ano no Setor Público”, que foi atribuído pelo júri precisamente a Adolfo Mesquita Nunes, ex-secretário de Estado do Turismo.
O ex-governante começou por agradecer as palavras anteriores, acrescentando que “me reconheço nas suas palavras e desejar-lhe, para além de toda a sorte do mundo, que possa ter o mesmo nível de realização pessoal que eu tive nestas funções, para além da política, e profissional”. Acrescentando, ao seu estilo, que “ queria dizer que nunca me passou pela cabeça, pelas palavras aliás da Secretária de Estado, que eu viesse a receber um prémio como gestor público do ano e por isso não deixa de ser uma saudável ironia… aprender com algumas das minhas ideias”. Rematando o seu agradecimento, Adolfo Mesquita Nunes, dedicou o prémio ao Turismo de Portugal: “nunca tinha sido possível sem cada um dos que aqui estão e muitos outros que fazem do setor do turismo aquilo que ele é”. O ex-secretário de Estado do Turismo, fez ainda questão de “se nisso não virem nenhuma ofensa, pedir que este prémio pudesse ficar no Turismo de Portugal podendo partilhá-lo todos os anos futuros com os funcionários do Turismo de Portugal, os que hoje cá estão e com os que virão, e os secretários de Estado, os que passaram por mim antes e aqueles que passarão, porque ficará melhor entregue, desde que lá me deixem ir de vez em quando verificar se está no sítio certo”.

Seguiu-se a entrega das distinções das restantes categorias, as quais poderá ver na fotogaleria.

Gestor do Ano do Setor Público
Adolfo Mesquita Nunes – Ex-Secretário de Estado do Turismo

Gestor do Ano do Setor Privado
José Theotónio – Grupo Pestana

Gestora do Ano
Chitra Stern – Martinhal Hotels & Resorts

Empreendedor do Ano
Bernardo D’Eça Leal ; Duarte d’Eça Leal e Afonso Queiroz – The Independente

Gestor do Ano em Aviação
José Lopes – EasyJet

Gestor do Ano em Hotelaria
António Trindade – Porto Bay

Gestor do Ano em Transportes Marítimos
Marina Ferreira – Porto de Lisboa

Gestor do ano em operadores turísticos
António Gama – Nortravel

Gestor do Ano em Transportes Terrestres
Vasco de Mello – Brisa

Gestor do Ano de Agências de Viagens de Lazer
Paulo Mendes – Airmet

Gestor do Ano de Agências de Viagens Corporate
Vítor Filipe – TQ Travel Quality

Personalidade do ano no ensino
Daniel Traça e Pedro Oliveira – Universidade Nova e Universidade Católica

Reconhecimento do Público
Vitor Fraga – Secretário Regional do Turismo e Transportes do Governo dos Açores

Amadeus Brighter
Pedro Costa Ferreira – Presidente da APAVT
 

 

 

[RoyalSlider Error] Incorrect RoyalSlider ID or problem with query.

Endnotes:
  1. [Image]: https://www.ambitur.pt/wp-content/uploads/David-Doctor-Amadeus.jpg
  2. [Image]: https://www.ambitur.pt/wp-content/uploads/750_0873.jpg
  3. [Image]: https://www.ambitur.pt/wp-content/uploads/750_0948-e1452862848655.jpg

Source URL: https://www.ambitur.pt/amadeus-brighter-awards-o-futuro-marcou-a-gala-do-turismo-nacional/