AMBT debate turismo de natureza na região do Douro, Tâmega e Sousa

AMBT debate turismo de natureza na região do Douro, Tâmega e Sousa

Categoria Agenda, Inside

A Associação de Municípios do Baixo Tâmega (AMBT), em articulação com a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM do Tâmega e Sousa) e os 11 municípios que a integram, vai dinamizar um conjunto de sessões de dinamização e sensibilização para a importância do turismo de natureza na região do Douro, Tâmega e Sousa.

Dirigidas aos atores públicos e privados do setor do turismo – alojamento, restauração e animação turística – e sociedade civil com interesse na temática, estas sessões têm como objetivo mobilizar a comunidade para o trabalho em desenvolvimento pela Biosphere Portugal, nomeadamente, colher contributos para a definição e estruturação de uma rede de oferta de turismo de natureza na região, contribuir para a capacitação e qualificação dos agentes públicos e privados ligados ao turismo, abordando temáticas como o desempenho e promoção do negócio, a sustentabilidade, o trabalho em rede, o marketing digital, entre outras.

No total serão realizadas 11 sessões, uma por município (Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira, Penafiel e Resende). Durante o mês de novembro estão já agendadas três sessões: em Felgueiras, em Lousada e em Penafiel.

A primeira sessão está marcada para a próxima quarta-feira, dia 17, às 10h00, no Auditório Municipal de Felgueiras, sediado nos paços do concelho, e contará com a participação do Secretário-Geral da AMBT, Ricardo Magalhães, do Primeiro-Secretário da CIM do Tâmega e Sousa, Telmo Pinto, e do Vereador da Câmara Municipal de Felgueiras com o pelouro do turismo, Joel Costa. Seguem-se as sessões de Lousada, no dia 23, e de Penafiel, no dia 30.

Estas sessões enquadram-se no âmbito da Estratégia de Eficiência Coletiva PROVERE – Turismo para Todos, liderada pela CIM do Tâmega e Sousa, em parceria com a AMBT, a Ader-Sousa – Associação de Desenvolvimento Rural das Terras do Sousa, a DOLMEN – Desenvolvimento Local e Regional, a VALSOUSA – Associação de Municípios do Vale do Sousa, através da Rota do Românico, e a ADRIMAG – Associação de Desenvolvimento Rural Integrado das Serras do Montemuro, Arada e Gralheira.

Esta Estratégia de Eficiência Coletiva PROVERE – Turismo para Todos é constituída por seis ações-chave, uma por parceiro, sendo uma delas, da responsabilidade da AMBT, dedicada ao turismo de natureza. Esta ação-chave surgiu da necessidade de valorizar o turismo de natureza e o turismo desportivo no território do Douro, Tâmega e Sousa, apresentando como principais objetivos o aumento da coesão territorial, o reforço de identidade, da competitividade e qualificação e o aumento da notoriedade e valorização territorial.

A Estratégia de Eficiência Coletiva PROVERE – Turismo para Todos é cofinanciada pelo Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.