ARPTA: “O mercado espanhol vai ser o primeiro a concentrar as nossas atenções”

ARPTA: “O mercado espanhol vai ser o primeiro a concentrar as nossas atenções”

Categoria Advisor, Associativismo

O presidente da Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo (ARPTA), Vítor Silva, falava ontem, na apresentação das novas linhas de comunicação do Turismo do Alentejo / Ribatejo, acerca da promoção estratégica para os mercados externos e adiantou: “Obviamente nós não temos turismo internacional, neste momento, nem em Portugal nem no Alentejo.”

No entanto, a região aguarda a abertura de fronteiras com Espanha já no próximo dia 1 de julho. O responsável relembra que o país vizinho é “o mercado externo mais importante para o Alentejo” constituindo cerca de 20% do seu turismo internacional. Deste modo, “vai ser o primeiro mercado a concentrar as nossas atenções” e alvo de uma nova campanha promocional a partir de setembro até ao final do ano.

Aliás, a ARPTA tem várias “campanhas preparadas” para os seus principais mercados como sejam o Brasil, Estados Unidos, Alemanha, Países Baixos, Inglaterra e França, mas que “só serão lançadas quando houver condições para que esses mercados abram e tragam visitantes para Portugal”. Vítor Silva sublinha que “todos estes mercados chegam por via aérea” pelo que “sem transporte aéreo nós não podemos ter turismo internacional, além do espanhol, no nosso território”.

Ainda assim, a região do Alentejo tem mantido uma “presença contínua e permanente” em todos os seus mercados emissores através da “apresentação de conteúdos nas redes sociais”, com mensagens positivas, e da promoção de “mais de 20 sessões de formação para agentes de viagem em todos os mercados”, adianta o responsável.