Associação Comercial do Porto critica suspensão de voos da TAP

Associação Comercial do Porto critica suspensão de voos da TAP

A Associação Comercial do Porto (ACP) mostrou, esta terça-feira, o seu desagrado para com a suspensão de quatro voos da TAP com partida do Porto para Barcelona, Milão, Bruxelas e Roma, considerando-o “lamentável” e “altamente prejudicial para as empresas e para a economia do Norte”.

“Mais uma vez ficamos a saber que não podemos contar com a erradamente chamada TAP Portugal. Trata-se cada vez mais de uma TAP Lisboa e cada vez menos de uma TAP Portugal”, afirma o presidente da associação, Nuno Botelho.
Para a ACP, no Porto “as companhias de bandeira, que ajudam ao crescimento económico e turístico da região” são agora empresas como “a Ryanair, a easyJet e transportadoras de bandeira como a Lufthansa ou a Turkish Airlines”.
A associação acrescenta ainda que se tratam de “importantes rotas empresariais e turísticas de e para o Porto” e “vai obrigar os passageiros a perderem horas e dias de trabalho, na maior parte dos casos sem qualquer alternativa”. É que, sustenta, “para chegarem àqueles destinos os passageiros oriundos do Porto são obrigados a fazer escala noutros aeroportos, com os naturais constrangimentos” daí decorrentes.