Autarcas locais contra abandono da eletrificação da linha do Algarve

Categoria Business, Transportes

O PSD Algarve quer que o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, venha “rapidamente” a público prestar esclarecimentos sobre uma notícia avançada pelo jornal Público, na qual é garantido que o investimento de 55 milhões de euros previsto para a linha ferroviária do Algarve deixará de existir.

“Não é aceitável que o governo retire da região um investimento estruturante para a concretização de uma politica de transportes públicos para o Algarve. (…) A ligação ferroviária entre o aeroporto de Faro e a linha do Algarve é estruturante tendo em conta que o principal destino turístico do pais não tem uma ligação direta a partir da principal porta de entrada de turistas”, disse o PSD Algarve em comunicado enviado à imprensa. “A captação deste investimento fez parte de uma lógica de politicas publicas de transportes para a região que implicou, entre outras, a renegociação da PPP da EN125, o que levou à anulação de algumas das suas variantes. Ora, sem estrada e sem caminho-de-ferro não existe politica de mobilidade, apenas retalhos de nada”, alertou, ainda.

O investimento de 55 milhões de euros na modernização da linha-férrea do Algarve está inscrito no PETI (Plano Estratégico de Transportes e Investimentos) e a sua conclusão está prevista para 2020. Grande parte do financiamento é garantido por verbas da União Europeia pelo que “a sua concretização não deve estar indexada a ciclos políticos”, refere, também, o partido político.

O ministro do Planeamento e Infraestruturas “deverá reafirmar o compromisso assumido pelo Governo anterior de concretizar o investimento na linha ferroviária do Algarve e, ao não faze-lo, para além da deslealdade para com os algarvios, estará concretizada a primeira grande machadada do atual governo ao Algarve”, conclui.