Bacalhoaria Moderna: Uma casa portuguesa, com certeza, onde se dignifica o Bacalhau

Bacalhoaria Moderna: Uma casa portuguesa, com certeza, onde se dignifica o Bacalhau

Uma casa portuguesa, com certeza, onde o bacalhau é o protagonista. Esta é a proposta de Susana Almeida e Sousa, responsável pela Bacalhoaria Moderna, e da chef Ana Moura que a Ambitur.pt foi conhecer. Desde o tradicional pastel de bacalhau, à açorda e bacalhau à brás, até pratos mais modernos como as línguas de bacalhau com gema de ovo ou bacalhau com couves de Bruxelas e molho de galinha assada, o principal é “dignificar o produto”.

Chef Ana Moura e Susana Almeida e Sousa

Abriu portas a 1 de fevereiro de 2019, na Rua S. Sebastião da Pedreira n.º 150, em Picoas, plena Lisboa. O espaço é pequeno e acolhedor, com bacalhaus em loiça Bordallo Pinheiro, um conceito que se quer mais “clean e fresco”, tal como o bacalhau que vem da Islândia com cura tradicional portuguesa.

A ideia começou a ser “confecionada” em 2016, conta Susana Almeida e Sousa, “gostamos muito de bacalhau e achamos que em muitos sítios o produto, que é uma coisa querida dos portugueses, não será tão bem dignificado”. “Então achámos que poderíamos chegar a outros públicos com uma ideia mais fresca deste prato tão tradicional”, acrescenta.

Assim, “a qualidade do produto e a maneira como é confecionado é que nos torna diferenciadores” com a chef Ana Moura — que passou pelo Eleven — a apresentar as “bases” e a “frescura” necessárias para criar um conceito diferente. Na carta, e fora dela, encontramos os mais variados pratos de bacalhau, desde os mais tradicionais aos modernos: “Tentamos respeitar ao máximo o produto naquilo que são pratos mais tradicionais mas depois temos aqui alguns pratos que têm um toque especial e mais moderno”, garante a responsável pela Bacalhoaria Moderna.

Susana Almeida e Sousa afirma que o balanço é positivo. “Temos tido um passa-a-palavra muito bom. Quem vem, ouviu falar de nós ou pela pouca publicidade que fazemos ou por amigos, e muita gente vem a segunda vez. Acho isso muito importante.”

Pastéis e Línguas de Bacalhau

Da Carta, que ainda não tem tudo, já fazem parte os tradicionais pastéis de bacalhau, açorda de bacalhau, bacalhau à brás, bacalhau com grão e broa e dois tipos de arroz de bacalhau “completamente diferentes”, mas depois encontramos também tártaro de bacalhau com vinagreta de mostarda, línguas de bacalhau com um molho pil-pil e gema de ovo e bacalhau com couves de Bruxelas, chalotas e molho de galinha assada, entre muitos outros. Existem também opções de carne e diferentes sobremesas com uma tarte de queijo com toffee de chorar por mais.

Os vinhos que acompanham a refeição, o bom do bacalhau, são todos portugueses e de diferentes regiões do País. Mas a Bacalhoaria Moderna não cobra taxa de rolha e, por isso, quem quiser pode optar por levar a sua garrafa de vinho de casa e deliciar-se na mesma.

A Bacalhoaria Moderna está aberta de terça a sábado, entre as 12h30-15h00 e as 19h30-23h00 (ainda em soft-opening).

Rita Inácio