Bestravel concentra objetivos em tempos desafiantes

Bestravel concentra objetivos em tempos desafiantes

No primeiro ato público enquanto administrador da Bestravel, Carlos Baptista, presidiu à abertura da 15ª Convenção da rede de agência de viagens, na Calheta, Madeira, apelando para que os franchisados concentrem esforços, por um lado, e se foquem, por outro, nos desafios colocados pelo mercado.

Para o responsável, nesta nova fase da Bestravel é necessário “manter espírito familiar, olhar para tudo aquilo que foi bem feito ao longo dos últimos anos, mas também colocar em causa e potenciar tudo o que há a melhorar”. De acordo com Carlos Batista, “vivemos tempos desafiantes, somos desafiados todos os dias por novas plataformas, empresas que têm um impacto direto ou indireto na nossa atividade, por parceiros que passam a concorrentes diretos, por clientes, fornecedores, entre outros”. Sendo assim, o administrador considera que “um dos desafios é sabermos qual o nosso posicionamento nestes novos tempos perante todos estes agentes no mercado”. E considera que “o principal objetivo é que saiamos da Madeira muito focados, a sabermos realmente aquilo em que somos bons e onde marcamos a diferença”. Concluindo, o novo administrador da Bestravel indica que “é importante perceber claramente onde podemos trabalhar juntos, Geocontur (master franchising da Bestravel) e rede (de empresas franchisadas), para potenciarmos aquilo em que já somos efetivamente bons: no serviço ao cliente”.

Pedro Costa Ferreira

O presidente da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT), Pedro Costa Ferreira, também marcou presença na abertura da Convenção da Bestravel, e considera que “vivemos um momento agridoce, porque vimos de bons resultados nos últimos anos, onde crescemos (setor das agências de viagens) mais que a economia portuguesa. Por outro lado, podem acontecer algumas turbulências no futuro. Há demasiadas dúvidas a pairar, não apenas no nosso setor e país, mas existem, assim como um espetro de recessão global”. Sendo assim, considera que os agentes do setor têm que fazer o mesmo que sempre fizeram: “dispersarem-se pouco atrás das borboletas e focarmo-nos muito a embelezar o nosso próprio jardim, para as borboletas virem até nós”.

Paula Cabaço

Ainda durante a abertura da 15ª Convenção da Bestravel tomou a palavra Paula Cabaço, secretária Regional da Cultura, Turismo e Transportes da Madeira, que anteriormente tinha ouvido a referência de Carlos Baptista de que a Bestravel haveria crescido em 35% o número de clientes para a Madeira, de 2017 para 2018. Para a responsável, a parceria entre a Madeira e a Bestravel tem sido muito profícua, “a qual esperamos que saia reforçada para o futuro… pois dela depende diretamente o melhor conhecimento que cada agente de viagens tem da nossa oferta, dos nossos diferentes nichos de mercado”. Para a secretária Regional, “iniciativas destas também permitem uma maior aproximação entre quem vende o nosso produto, num mercado extremamente importante e estratégico para a Madeira, como é o mercado português”.

Pedro Chenrim, na Madeira, a convite da Bestravel