Boeira Garden Hotel Curio Collection by Hilton: Na cidade, longe da confusão

Boeira Garden Hotel Curio Collection by Hilton: Na cidade, longe da confusão

Categoria Alojamento, Business

Dois anos depois de ter aberto as portas pela primeira vez, o Boeira Garden Hotel Curio Collection by Hilton pôde finalmente receber os seus convidados para uma inauguração como deve ser. Um fim de semana para conhecer este cinco estrelas, “pet friendly”, situado no centro de Gaia, perto do movimento mas, ao mesmo tempo, longe da confusão.

Cercado por três hectares de jardins históricos e árvores centenárias, o Boeira Garden Hotel Porto Gaia, Curio Collection by Hilton, corresponde bem à definição de “retiro urbano” com que se apresenta. O hotel de cinco estrelas, situado em Vila Nova de Gaia, oferece um ambiente tranquilo a cerca de 10 minutos das principais atrações turísticas da região, como as caves de Vinho do Porto e as praias, e pouco mais do centro do Porto.

Quase dois anos e meio depois de ter aberto as portas, o Boeira Garden Hotel realizou, finalmente, no mês passado, a festa de inauguração do hotel com algumas dezenas de parceiros internacionais e clientes, que trouxe a Gaia para dar a conhecer o hotel e a região, bem como jornalistas, entre os quais a Ambitur. Na mesma ocasião foi apresentado o novo diretor, David Braithwaite, que veio substituir o brasileiro Leonardo Gagliano.

Acabado de chegar de Leiden, na Holanda, Braithwaite, que espera um verão em cheio no hotel, mostrou-se entusiasmado em “trazer de volta a magia do que foi a Quinta da Boeira antes do hotel”.

Mágico é um bom adjetivo para este espaço verde no meio de Gaia. A Quinta da Boeira foi construída por um emigrante português regressado do Brasil, no início do século XIX, que se registou como exportador de Vinho do Porto em 1850. Já nos anos 60, do século XX, a propriedade foi comprada por uma família inglesa, enquanto os armazéns passaram para uma empresa têxtil e os vinhos vendidos a uma exportadora.

Quando, em 1999, a propriedade foi colocada no mercado e a perspetiva de todo o espaço ser convertido num condomínio fechado se começou a delinear, houve um grupo de 10 amigos, que se tornaram sócios (Boeira Port Club), que adquiriram a propriedade. Queriam salvar o espaço mas também o palacete que ali existia e que estava já em degradação avançada.

O passo seguinte foi a construção de hotel, cuja exploração foi entregue à cadeia Hilton. Assim surge o Boeira Garden Hotel Porto Gaia Curio Collection by Hilton. Esta unidade, diz a marca, representa o que há de melhor num hotel Curio Collection by Hilton: “a oportunidade de explorar as tradições e a cultura local, amplificada pela experiência do estilo de vida do século XXl, através da reinvenção da comida tradicional, do spa e jardins multissensoriais, assim como das instalações e práticas sustentáveis”.

O hotel conta com 119 quartos, espaçosos com janelas piso-teto e com vista para o jardim, mesa de trabalho, e o conforto que é apanágio da marca Hilton. Tem um Spa com cinco salas de tratamento, piscina coberta e academia de ginástica. Existem diversos espaços, tanto internos como ao ar livre (o espaço ao redor da piscina é encantador) para eventos corporativos ou reuniões sociais, como casamentos.

No Boeira Garden Hotel todos são bem-vindos, mesmo os animais. Quando fizemos o check out, estava um pastor alemão (acompanhado pelo respetivo humano) a entrar, o que significa que não é preciso procurar alternativa para a mascote lá de casa. Para as crianças, há um parque infantil no exterior e sala de jogos no interior.

Para comer, a principal opção é o restaurante Raízes, que tem vindo a granjear fãs sobretudo pelo brunch. A carta traz pratos da cozinha tradicional portuguesa com um toque de sofisticação. Para uma refeição mais ligeira podemos contar com o Bar 1850. A happy hour é, por definição, no Sky Lounge, um espaço amplo no terraço do edifício, com vistas desafogadas.

Durante os três dias que estiveram em Gaia, os convidados do Boeira Garden Hotel, experimentaram o que podem ser uns dias de férias na região. Começaram por visitar a Capela do Senhor da Pedra, na praia de Miramar. Dai, seguiram nas bicicletas eléctricas da Boost Urban Thrills pela marginal de Gaia até à Afurada, um percurso de cerca de 10 km, que é um desfile de praias atlânticas: Francelos, Valadares, Madalena, Sereia, Salgueiros, Pedras Amarelas, Lavadores.

Depois de um almoço de peixe grelhado no restaurante Armazém do Peixe, a digestão foi feita a bordo de um iate da Feel Douro. A empresa tem uma frota de 6 barcos, com capacidades entre 10 e 16 passageiros, e está disponível para organizar passeios e cruzeiros pelo Douro, à medida dos desejos de cada um, é possível fazer um curto passeio pelo rio ou um cruzeiro de vários dias.

À chegada ao cais de Gaia houve tempo para ficar a conhecer as caves de Vinho do Porto e todo o ambiente ribeirinho deste lado do Douro. A tarde prosseguiu com uma visita à Adega da Quinta da Boeira, junto ao hotel, com prova e um concurso de vinhos.

À noite, antes do jantar no Pip, o restaurante nascido numa adega histórica de Gaia, os convidados mergulharam nos cenários extravagantes que dão a conhecer e ajudam a perceber a diversidade do vinho rosé, no Pink Palace. Esta é uma das experiências disponíveis no novíssimo WOW – World of Wine, um complexo de galerias, museus, restaurante e bares, em plena zona histórica de Gaia.

O dia seguinte foi passado do outro lado do rio, com caminhada desde o hotel, pela Ponte D. Luís, até ao centro do Porto com direito a passeio de tuk tuk, visita à Sé Catedral, à Livraria Lello e ao Palácio da Bolsa. O almoço, nos Clérigos, foi oferecido pela The House of Events. No final da tarde, o regresso a Gaia fez-se através de táxi fluvial, que encurta a travessia e permite continuar a usufruir da vista da Ribeira.

Ao fim da tarde, junto à piscina exterior, o hotel recebeu todos os seus convidados para o cocktail e jantar com que assinalou – ao fim de dois anos – a sua abertura oficial.

Cláudia Silveira, a convite do Boeira Garden Hotel Curio Collection by Hilton.