Campeonato do mundo de wakeboard acontece pela primeira vez em Portugal

Categoria Eventos, Explore

Deixa de acontecer, pela primeira vez, nos Estados Unidos, para se estrear em Portugal. O lago de Castelo do Bode, em Ferreira do Zêzere, foi o local escolhido para receber, a partir de amanhã até sábado, o campeonato do mundo de wakeboard, que promete reunir centenas de visitantes de várias partes do mundo.

“É com enorme alegria e expetativa que a região centro de Portugal recebe o campeonato do mundo de wakeboard, no Lago Azul. Esta competição é a prova rainha da modalidade e, pela primeira vez, acontece fora dos Estados Unidos da América e traz ao lago de Castelo do Bode os melhores atletas mundiais de Wakeboard. Serão quatro dias recheados de adrenalina, num cenário idílico que não deixará ninguém indiferente”, explica Pedro Machado, Presidente da Entidade Regional Turismo do Centro.

A organização do evento criou vários pacotes de visitas e atividades turísticas, de forma a promover “o melhor que a região centro tem para oferecer”. Os pacotes criados incluem visitas privadas ao Castelo de Almourol, Vila Nova da Barquinha, Tancos e Portas de Ródão; a Rota dos Peregrinos (Fátima); Rota dos Mosteiros (Batalha, Alcobaça, Óbidos); Rota dos Castelos (Tomar, Almourol, Torres Novas e Ourém); visitas em grupo ao Convento de Cristo e Castelo de Tomar, a Fátima e Coimbra. A organização oferece, ainda, serviços personalizados de rent a car, transferes, experiências de surf e de golf, visita às grutas de Mira d’Aire, às ondas gigantes da Nazaré e provas de vinhos.

“A Turismo do Centro de Portugal apoia a realização desta iniciativa, ciente que esta se inscreve na sua estratégia de promoção turística da região, num evento que conjuga desporto, natureza e lazer. Este evento contribui de forma significativa para a estruturação e valorização da oferta de turismo de natureza, num aproveitamento único de uma das maiores valências desta região, que são os seus recursos hídricos. Temos a certeza de que esta prova contribuirá para o aumento da notoriedade da marca Centro de Portugal. E, é nossa convicção, que também ela se tornará, numa das imagens de marca desta região, em Portugal e no Estrangeiro”, concluiu Pedro Machado.