Candidaturas abertas para Open Call 202020

Candidaturas abertas para Open Call 202020

Categoria Business, Empresas

Estão abertas as candidaturas à Open Call 202020, uma iniciativa integrada na medida “4.1.4 – Sale and Lease Back” do PEES (Plano de Estabilização Económica e Social), aprovado em 6 de junho pelo Governo.

Segundo uma nota enviada pelo Turismo de Portugal, este instrumento financeiro, com uma dotação de 60 milhões de euros, é gerido pela Turismo Fundos e caracteriza-se pela venda e subsequente arrendamento de longo prazo de um imóvel, até um montante máximo de € 5.000.000 e um prazo de arrendamento até 15 anos, com salvaguarda do direito de recompra do mesmo. É dirigida a empresas proprietárias de imóveis afetos à atividade turística ou industrial ou que, não sendo proprietárias do imóvel, nele desenvolvam ou pretendam vir a desenvolver atividade turística.

A Open Call 202020 coloca à disposição das empresas a “liquidez disponível nos fundos de investimentos imobiliários geridos pela Turismo Fundos”, com o objetivo principal  de “permitir o investimento na adaptação, requalificação, sustentabilidade e modernização dos imóveis afetos à atividade turística ou industrial, ou a afetar à atividade turística, incluindo ao nível da eficiência energética e da economia circular, criando as condições para um crescimento mais sustentado e gerador de valor por parte das empresas”, refere o Turismo de Portugal.

Será facultada, à empresa inquilina, a opção de compra do imóvel, que poderá ser exercida a partir do terceiro ano de vigência do arrendamento e até ao termo do prazo do contrato de arrendamento. Em função do enquadramento da operação nos fundos imobiliários geridos pela Turismo Fundos, a opção de compra do imóvel poderá ser acompanhada ainda da obrigação de compra, no final do prazo do arrendamento.

As candidaturas são apresentadas através de formulário eletrónico ou em Turismo de Fundos.  A Open Call 202020 mantém-se em vigor até que a Turismo Fundos considere que os objetivos da iniciativa se encontram cumpridos.

Foto: Reuters