Candidaturas para as Escolas do Turismo de Portugal abertas até ao 15 de julho

Candidaturas para as Escolas do Turismo de Portugal abertas até ao 15 de julho

Categoria Advisor, Formação

As candidaturas para as Escolas do Turismo de Portugal já estão abertas e, até ao dia 15 de julho, alunos nacionais e estrangeiros podem candidatarem-se, através de um processo exclusivamente online e gratuito.

Cozinha, Pastelaria, Restauração e Bebidas, Turismo de Natureza e Aventura, Turismo Cultural e do Património, Hotelaria/ Alojamento e Gestão de Turismo, são alguns dos cursos disponíveis nas 12 escolas do Turismo de Portugal que apostam num programa formativo, focado no talento das pessoas, no desenvolvimento de soft-skills, na inovação e na internacionalização dos profissionais do turismo, como base do sucesso do setor em Portugal.

Face aos desafios dos últimos meses, as 12 escolas da rede do Turismo de Portugal têm vindo a introduzir mudanças significativas na sua organização e metodologia de formação. Forçadas a uma mudança repentina e confrontadas com a necessidade de criar novas soluções, as escolas reforçaram os seus projetos de transformação digital, criando soluções de ensino à distância que serão a base para as mudanças introduzidas no próximo ano letivo. Em 2020/2021 serão desenvolvidos projetos de escola virtual, com a criação de serviços de suporte online, nomeadamente, suporte pedagógico, apoio ao estudo, desenvolvimento pessoal e criativo, entre outros serviços, sem a necessária presença física na escola.

Além disso, todos os cursos de especialização tecnológica terão uma modalidade de ensino online, onde se prevê que 15% a 20% da carga horária teórica seja realizada neste regime. Serão também iniciados programas formativos em regime de e-learning e b-learning, com recurso a uma plataforma específica e com ofertas próprias, de que é exemplo um curso inédito de Iniciação à Prova de Vinhos com arranque previsto para julho.

Através da disponibilização de percursos mais flexíveis, que conjugam formação online e formação presencial, reduzindo os períodos de permanência física na escola, pretende-se também reforçar a atratividade internacional das escolas. A internacionalização da oferta formativa continua a ser uma das vertentes das Escolas do Turismo de Portugal, no próximo ano letivo, através da cooperação internacional com outras escolas e formadores no desenvolvimento de projetos online e formação complementar online.

O Turismo de Portugal sublinha em comunicado que todas as mudanças implementadas têm estado a ser acompanhadas por um “plano de capacitação das equipas das escolas e de formação de formadores, que garante o desenvolvimento de novas competências digitais e de novos métodos e estratégias de aprendizagem a distância”.