Casa da Lagoa: A tradição da boa hospitalidade

Casa da Lagoa: A tradição da boa hospitalidade

Uma centenária casa de lavoura gandaresa que era já propriedade da família de João Luís Pinho mas que se encontrava abandonada foi alvo de um investimento com o objetivo de criar um turismo rural de excelência numa pacata aldeia do concelho de Mira. Situada em plena Rede Natura, a escassos metros da lagoa que lhe dá o nome, entre campos de cultivo, a mata e as dunas, a Casa da Lagoa abriu portas mantendo a traça original mas recriando o espaço para que os hóspedes usufruam da melhor estadia possível.

A Casa conta com três suites e um apartamento, dispondo ainda de serviço de restaurante exclusivamente para os hóspedes, uma loja de produtos locais e serviço de bar. Na propriedade existe ainda um jardim e pomar com árvores de frutos, a partir das quais a Casa da Lagoa produz os seus próprios doces e compotas, e uma quinta de onde extrai os vegetais mais frescos para consumo próprio. “Procuramos dar o que de melhor esta terra nos proporciona, em total respeito pelo meio ambiente e natureza circundante”, frisam João Luís Pinho e Sofia Sousa, mentores do projeto.

Este ano, a aposta é reforçar a animação tanto para hóspedes como para público externo, e celebrar parcerias com entidades culturais locais de forma a garantir aos clientes uma maior diversidade de escolha.

 

Reservas: www.casadalagoa.pt/ 914178013/ info@casadalagoa.pt

Este artigo foi publicado na edição 308 da Ambitur.