Casa da Trigueira: Um cantinho no Douro à sua espera

Casa da Trigueira: Um cantinho no Douro à sua espera

No Alto Douro Vinhateiro e no Parque Natural do Vale do Tua. Dois bens de alto valor cultural e ambiental. O primeiro, “O Douro sublimado (…), o poema geológico” de Miguel Torga; o segundo, uma marca a lembrar a importância crescente da sustentabilidade ambiental. No Património da Humanidade, segundo a classificação da UNESCO, surge, assim, um alojamento Natural.PT, valorizando esse outro Bem que a Natureza também é.

O projeto de reabilitação manteve os traços do tempo, que foram atravessados por linhas de modernidade e dotados de todo o conforto que se exige nos dias de hoje, dando lugar à Casa da Trigueira que, desde 2015, é um estabelecimento Chave Verde.

A unidade dispõe de sete quartos, todos com casa de banho privativa e um deles com banheira de hidromassagem. Oferece ainda um salão com TV, sala de jogos e espaço para eventos e reuniões. Valorizam-se muito os produtos locais para o pequeno-almoço, muitos deles produzidos nos seus campos. Mas o que mais atrai quem opta por vir até à Casa da Trigueira é o conhecimento profundo que os seus proprietários têm sobre região. Desde o património histórico, material e imaterial, à riqueza natural e às potencialidades para turismo náutico que o Douro apresenta.

O contacto com o campo e o trabalho agrícola também integram a oferta da Casa da Trigueira, que procura ainda aproveitar os novos recursos turísticos da região, como a ligação por comboio entre Brunheda e Mirandela e o passeio de barco na albufeira do Tua, recursos esses que se espera já ao dispor no Verão de 2020. Os percursos pedestres, pela biodiversidade do Parque Natural do Vale do Tua, são uma outra importante atração para os amantes das caminhadas. Destaca-se o percurso PR4 ALJ, ali, que liga as freguesias de Santa Eugénia e Carlão.

Reservas: www.casadatrigueira.pt / 917 247 055/ aamartinho@gmail.com

Publicado na edição 326 da Ambitur.