Centro de Portugal anuncia mais oito praias com bandeiras azuis em 2019

Centro de Portugal anuncia mais oito praias com bandeiras azuis em 2019

Categoria Destinos, Explore

A Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) divulgou esta terça-feira a lista das praias que vão receber Bandeira Azul em 2019. Segundo a lista, as praias do Centro de Portugal ganharam este ano oito bandeiras azuis em relação a 2018. Entre as 352 praias que vão poder exibir a bandeira azul nesta época balnear, constam 81 da região Centro de Portugal: 55 costeiras (mais 6 que em 2018) e 26 interiores (mais 2). Para o Turismo Centro de Portugal este é “um sinal evidente de que a qualidade das águas nesta região é de qualidade irrepreensível e merecedora de toda a confiança”.
A nível percentual, 23% das praias galardoadas estão no Centro de Portugal. A salientar que o predomínio desta região nas praias interiores é quase total, “com 26 das 36 praias fluviais distinguidas com bandeira azul a situarem-se na maior região de turismo do país”, diz em comunicado entidade do Centro de Portugal.

A Praia de Mira recebe a Bandeira Azul pelo 33.º ano consecutivo. Esta praia é a única zona balnear do mundo com Bandeira Azul desde a sua criação, em 1987. Registe-se também que, além das 55 praias costeiras e 26 praias interiores, duas embarcações de ecoturismo que operam na região foram igualmente distinguidas com bandeira azul. São elas a Argus e a Bennu, ambas na Nazaré. Este ano, a praia de Valhelhas, no concelho da Guarda, foi a praia de interior escolhida para receber a cerimónia oficial de hastear da primeira Bandeira Azul de 2019, no dia 5 de junho.

“A qualidade das zonas balneares do Centro de Portugal é um dos grandes trunfos desta região”, sublinha Pedro Machado. Para o presidente do Turismo Centro de Portugal, “a faixa atlântica, que se estende de Ovar a Torres Vedras, é sinónimo de águas límpidas e areais intocados, sendo de sublinhar que a praia há mais tempo distinguida com Bandeira Azul em todo o mundo está no Centro de Portugal”. Ao contrário de outras regiões “conseguimos também oferecer a quem nos visita praias interiores verdadeiramente paradisíacas, onde há espaço e tempo para usufruir do melhor que a natureza tem para nos oferecer – um luxo no século XXI”, acrescenta.

Dos critérios definidos pelo programa Bandeira Azul destacam-se: Informação e Educação Ambiental; Qualidade da Água; Gestão Ambiental e Equipamentos; Segurança e Serviços.