Chamusca: Um concelho no Coração do Ribatejo, no coração do País

Chamusca: Um concelho no Coração do Ribatejo, no coração do País

Situado no Coração do Ribatejo, o concelho da Chamusca pertence ao distrito de Santarém, tem cerca de 746 km2 e uma população de 10 mil habitantes, distribuídos por cinco freguesias e sete grandes localidades.

O concelho tem um elevado potencial turístico, sobretudo pelas condições únicas de contato com a natureza, por ser um território banhado pelo rio Tejo – onde se podem realizar atividades náuticas e passeios de barco até ao Castelo de Almourol (ver oferta do operador turístico Tritejo) – e um concelho onde existe um património paisagístico e arquitetónico que vai fascinar o visitante nacional e estrangeiro.

A Chamusca é um concelho maioritariamente rural e florestal, com aldeias e vilas de casario térreo, com jardins e parques públicos frondosos e com zonas de lazer que proporcionam uns dias de estadia plenos de aventura mas também de descanso e de repouso para o corpo e para a mente.

Pelos caminhos do concelho, na zona de charneca, o visitante vai poder encontrar autênticos quadros vivos de toiros e cavalos, criados em grandes propriedades. Na Chamusca há várias ganadarias que criam toiros de lide e outro gado bravo, assim como há propriedades com cavalos e picadeiros. Num dos operadores turísticos do concelho, o Casal do Vale Formoso, pode experimentar aulas de equitação, batismos a cavalo, garraiadas com vacas, toureiro a cavalo e demonstração de pegas.

A Chamusca é rica em gastronomia, doçaria e artesanato local. Aqui pode provar bacalhau assado com couve a soco, carne à ribatejana com açorda de coentros, enguias fritas com arroz de tomate, frigideira do mar, trouxas de ovo, pinéu doce, peixe doce, broas, entre tantas outras iguarias. O concelho tem dois restaurantes no Guia de Restaurantes Certificados da Lezíria do Tejo, O Moinante (Arripiado) e A Taberna da Rita (Pinheiro Grande).

No artesanato, mantêm-se ativos os artesãos que criam peças em latão e a artesã que retomou a antiga arte de fazer peças em azulejaria e cerâmica.

O concelho tem diversas opções de alojamento para pernoitar durante uma, duas ou até várias noites. Alguns operadores turísticos também podem proporcionar experiências paralelas, como visitas guiadas à região, passeios de bicicleta e caminhadas, equitação, entre outras.

A Chamusca é um concelho seguro, de população hospitaleira e onde pode experimentar umas férias longe dos grandes aglomerados populacionais da zona do litoral. Aqui temos ribeiras e regatos de água fresca para descobrir na natureza, como a Ribeira da Foz na aldeia do Arripiado. Ainda nesta aldeia, tem uma vasta frente ribeirinha para passeios à beira rio ou de onde pode apanhar o barco para viagens no Tejo. Um pouco mais a norte, disfrute da vista no Miradouro do Almourol que fica defronte do histórico Castelo de Almourol.

O Município da Chamusca tem apostado na qualificação da oferta turística, associando intervenções públicas de requalificação das zonas ribeirinhas, de planeamento de uma completa estratégia de regeneração urbana e na promoção das tradições locais, como a tauromaquia.

Este artigo foi publicado na edição 331 da Ambitur.