Conferência Internacional de Turismo Gastronómico Sustentável decorre em Tavira no dia 5 de setembro

Conferência Internacional de Turismo Gastronómico Sustentável decorre em Tavira no dia 5 de setembro

Categoria Agenda, Inside

No próximo dia 5 de setembro, a Pousada de Tavira será palco da Conferência Internacional de Turismo Gastronómico Sustentável, com centenas de participantes e oradores convidados do projecto MedFest, programa europeu de 3 anos que envolveu oito países do Mediterrâneo e trabalhou para criar novos destinos turísticos sustentáveis. Portugal, Espanha, França, Itália, Grécia, Chipre, Eslovénia e Croácia foram as oito nações que se uniram em torno da dieta mediterrânica para transformar esse património gastronómico num bem cultural.

De acordo com a organização do programa MedFest, o painel de oradores da conferência será composto pelo chef Vítor Sobral, embaixador nacional do MedFes, assim como vários oradores de relevo, que desenvolverão temas relacionados com a temática do congresso. Greg Richards, da Universidade de Breda, na Holanda, fará a introdução ao que é “Turismo Gastronómico Sustentável”, após o que serão abordados novos temas, como a importância da sustentabilidade e os elementos do sucesso das heranças culinárias de cada país. Artur Gregório, presidente da direcção da Associação In Loco e coordenador do projecto MEDFEST em Portugal, falará, juntamente com Jorge Queiróz e Claúdia Henriques, da necessidade de fazer do turismo sustentável uma tendência, e não uma excepção; e a oradora croata Jasenka Kauralin abordará a temática da comunicação como ferramenta para atingir os objectivos do turismo gastronómico sustentável.

Do programa são vários os temas a serem debatidos: “histórias de experiências bem-sucedidas”, mesa-redonda sobre “estratégias para introduzir a temática do turismo gastronómico sustentável nas agendas públicas e privadas” e ainda um “manifesto com a estratégia final daquilo que foi e deverá ser o MedFest”. Por fim, terá lugar a cerimónia de abertura da Feira Mediterrânica, no jardim público de Tavira, seguida de uma Experiência Gastronómica Mediterrânica que irá envolver todos os participantes.

Ao fim destes três anos de parceria em torno da promoção do estilo de vida que é a Dieta Mediterrânica, classificada como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO, o MedFest trabalhou para “criar destinos turísticos que contribuam para diminuir a sazonalidade e a interioridade”, assim como a “valorização do património cultural gastronómico e a sustentabilidade económica das atividades turísticas”. O MedFest permitiu ainda “identificar e tornar conscientes forças comuns ao estilo de vida mediterrânico, abrindo caminho para a exploração de uma nova via”, refere a nota.