Conselheiro Ambitur: Há que “concretizar projetos estruturais que são importantes para o futuro do negócio turístico” a médio prazo

Conselheiro Ambitur: Há que “concretizar projetos estruturais que são importantes para o futuro do negócio turístico” a médio prazo

A Ambitur.pt continua a companhar o evoluir da situação a nível nacional e mundial e conta com a colaboração dos Conselheiros Ambitur para nos darem as suas perspetivas sobre o atual momento que vivemos. José Theotónio, presidente da comissão executiva do Pestana Hotel Group, é um dos Conselheiros que nos fala sobre estes “novos” tempos.

Já se vê uma “luz ao fundo do túnel” para a retoma turística (nacional e mundial)?
Começa a ver-se essa luz, ainda ténue, para o mercado nacional. Em relação aos mercados internacionais que são fundamentais para o Turismo Português ainda tudo está muito “escuro”.

Quais os elementos/fatores chave para uma aceleração?
A definição de standards e procedimentos para aeroportos e companhias de aviação. Sem isso, o transporte aéreo não retomará e sem isso não há viabilidade para os Destinos turísticos portugueses

Que novos fatores já impactam/ou vão impactar a gestão?
No curto prazo: Gestão diária de sobrevivência, com preservação do “cash”, perceber quem são os verdadeiros parceiros e preocupação com os colaboradores, que se mantenham em contacto com a empresa e consigam preservar o seu rendimento líquido.

A médio prazo: preparar a retoma, garantindo a confiança absoluta para clientes, colaboradores e população local, e concretizar projetos estruturais que são importantes para o futuro do negócio turístico que vai abrir de forma muito diferente do modo que encerrou.