CTP atribui prémio de melhor investigação a docente da Universidade Portucalense

CTP atribui prémio de melhor investigação a docente da Universidade Portucalense

Categoria Advisor, Formação

A Confederação do Turismo de Portugal atribuiu o prémio CTP de Investigação a Helena Albuquerque, do Departamento de Turismo, Património e Cultura da Universidade Portucalense (UPT), pela investigação “Definição de percursos turísticos cicláveis na Região de Aveiro, com recurso aos sistemas de informação geográfica”.

Após uma avaliação feita por uma comissão científica constituída por académicos de referência, o trabalho desenvolvido foi selecionado como o melhor no âmbito da temática “Inovação em Turismo: novos produtos, serviços e processos”.

“É, para mim, um grande orgulho receber este prémio, pois não só potencia a investigação aplicada a casos concretos e permite a criação de novos produtos ou serviços na área do turismo, como também possibilita que a academia se aproxime dos contextos reais, quer a nível territorial e dos destinos, quer a nível empresarial”, afirma Helena Albuquerque, docente da UPT.

Criado em 2017, o prémio CTP pretende promover a realização de trabalhos de investigação sobre turismo e disseminar esse conhecimento pelos profissionais do setor e pelas entidades públicas e privadas do turismo.

A atribuição do prémio CTP de Investigação em Turismo será efetuada na Reunião de Associados da CTP, a qual vai decorrer dia 3 de junho, em Lisboa.

A investigação foi realizada em conjunto com os investigadores André Pedrosa e Zélia Breda da Universidade de Aveiro, e teve como principal objetivo desenvolver um projeto com fim a potenciar a criação de percursos turísticos cicláveis extensíveis a toda a Região de Aveiro.

“A utilização da bicicleta tem uma longa tradição em Aveiro, mas sobretudo por entidades locais. O nosso objetivo passa, assim, por promover a região enquanto destino turístico, dando a conhecer aos turistas os principais pontos de interesse da região, estimulando a utilização da bicicleta e contribuindo para a sustentabilidade do setor do turismo”, defende a mesma responsável.

A investigação seguiu um conjunto de critérios como comprimento, declive, limite de velocidade e capacidade da via, paisagem e distância às zonas industriais, para melhor aferir a sua influência na experiência do turista ciclável.

O projeto, que está em fase de conclusão, foi entregue à Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) para a aprovação dos municípios da região e, posteriormente, para a disponibilização online dos percursos para os visitantes da região.