CTP lança novo concurso para Programa de Formação-Ação “Melhor Turismo 2020”

CTP lança novo concurso para Programa de Formação-Ação “Melhor Turismo 2020”

Categoria Advisor, Formação

O Organismo Intermédio da Confederação do Turismo de Portugal (CTP), responsável pela gestão do Programa de Formação – Ação “Melhor Turismo 2020”, acaba de anunciar em comunicado o segundo aviso para apresentação de candidaturas de PME do setor do Turismo a projetos que visam “aumentar a capacidade de gestão das empresas”, promovendo a “sua reorganização, inovação e qualificação dos recursos humanos”.

As candidaturas, já a decorrer, terminam a 13 de maio, e incidem nas regiões NUTS II Norte, Centro e Alentejo. A dotação do Fundo Social Europeu a conceder no presente concurso é de oito milhões de euros.

“Com o lançamento deste segundo aviso, pretendemos continuar a dar o nosso contributo para a modernização dos modelos de negócio das empresas que atuam no Turismo, apoiando-as na diversificação e inovação da sua oferta e dos seus serviços”, afirma Francisco Calheiros. O presidente da CTP acrescenta ainda que as “empresas mais robustas e competitivas são essenciais à afirmação de Portugal como destino turístico mundial de referência”.

O Programa de Formação – Ação ‘Melhor Turismo 2020’ é cofinanciado pelo Fundo Social Europeu e enquadra-se no Eixo III – Promoção da Sustentabilidade e da Qualidade do Emprego, na modalidade de Projectos Conjuntos, do Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização das PME, do COMPETE 2020.

Até ao final das candidaturas, serão realizadas sessões de divulgação em vários pontos do país: Figueira da Foz (12 abril), Guimarães, Ponte de Lima (ambas 15 de abril), Lamego, Vila Nova de Gaia (ambas 16 de abril), Vila Viçosa (23 de abril) e Covilhã (24 de abril). As sessões serão abertas a todos os interessados, nomeadamente entidades promotoras, formadoras e beneficiárias (PME).

O 1º concurso lançado no âmbito deste programa arrancou em 2016 e foram aprovadas mais de 60 candidaturas de empresas, que receberam uma dotação de oito milhões de euros (o dobro do previsto inicial, que era de quatro milhões). Cerca de 1890 trabalhadores foram envolvidos nestes projetos.

Para mais informações e candidaturas, os interessados podem visitar a seguinte página.