CTP: “Turismo precisa de uma TAP forte e competitiva”

CTP: “Turismo precisa de uma TAP forte e competitiva”

Categoria Advisor, Associativismo

A Confederação do Turismo de Portugal (CTP) considera positivo que o Estado e os acionistas privados tenham chegado a um acordo para a TAP e apela a todos os intervenientes neste processo que invistam na recuperação da companhia aérea neste contexto particularmente adverso para o setor da aviação.

Em comunicado, Francisco Calheiros, presidente da CTP, realça que “todos conhecemos as dificuldades em que se encontra a TAP, mas também o quanto é determinante para a economia e para o turismo nacional”. Para este responsável, a “recuperação da companhia depende da sua capacidade de financiamento e de uma equipa sólida de gestão que assegure a sua sustentabilidade. Sabemos que serão muitos e complexos os desafios que existem pela frente, mas a CTP estará ao seu lado neste esforço, porque o turismo precisa de uma TAP forte e competitiva”.

A CTP recorda que o governo anunciou esta quinta-feira, um acordo com os acionistas privados da TAP que vai traduzir-se na saída de David Neeleman e no reforço da posição acionista do Estado de 50% para 72,5%. A Comissão Europeia aprovou em junho um auxílio de emergência português à TAP, que se traduz num apoio estatal de até 1.200 milhões de euros para responder às necessidades imediatas de liquidez.