DHM soma novo hotel e reabre cinco unidades em 2020

by Rita Inácio | 10 Janeiro 2020 11:40

A DHM – Discovery Hotel Management, marca de gestão de unidades hoteleiras criada no seio do Discovery Portugal Fund, fez ontem um balanço dos resultados de 2019, um ano de crescimento que permitiu, também, preparar as principais novidades para 2020. Entre estas estão a abertura do novo Évora Farm Hotel e as renovações totais de unidades emblemáticas do grupo, como o Monte Real Hotel & Spa, o Palácio da Lousã Boutique Hotel ou, ainda, o The Patio Suite Hotel, conhecido até ao momento como Alpinus Hotel.

No Top 10 dos grupos hoteleiros em Portugal

De acordo com o relatório elaborado e divulgado recentemente pela Deloitte, Atlas da Hotelaria 2019, a DHM é o 10.º grupo hoteleiro em Portugal, um crescimento de 4 posições face a 2018. Este é um resultado que vem solidificar a posição do grupo na indústria hoteleira nacional.

E os resultados mostram-no: um crescimento nas receitas de 12%, num total de 53 milhões de euros, e um lucro que aumentou 19%, face ao ano de 2018. Números que justificam o forte investimento do grupo para 2020, em cerca de 21 milhões de euros, que permitirão aumentar a oferta do grupo.

Serão cerca de 1860 quartos distribuídos pelas várias unidades hoteleiras do grupo, divididas em diferentes categorias: Design Collection (678 quartos em 9 unidades), Hotels & Resorts (1067 quartos em 5 unidades), Villas & Apartments (115 quartos em 3 unidades).

A quinta que é para todos, em Évora

Imagine-se um espaço, com 11 hectares, onde o luxo se mistura com a vida campestre e a sustentabilidade. Onde o conforto de um quarto pelo qual se ansiou durante meses, pode dar lugar à experiência única de conhecer o processo de criação sustentável de animais e produção hortícola orgânica, na quinta pedagógica da nova unidade hoteleira da DHM. Esta é apenas parte da promessa do novo Évora Farm Hotel, com abertura prevista para junho deste ano.

Numa primeira fase, o hotel abrirá com 57 quartos, dos quais 3 serão familiares, com beliches, enquadrados por uma área exterior que incluirá piscina e jardins, para além da já mencionada quinta pedagógica. Receção com check-in infantil, Kids’ club, ginásio, spa, piscina interior, restaurante e várias salas de reuniões compõem o restante espaço da herdade onde se insere o Évora Farm Hotel. As mais de 20 vilas abrirão numa fase posterior e completarão a oferta desta unidade, que conta já com um investimento na ordem 4,7 milhões de euros.

Uma lufada de ar fresco? Sim, por favor!

Continuar a inovar faz parte do ADN da DHM e isso significa um investimento contínuo em melhorias das unidades que constituem o portefólio do grupo. Em 2020, são várias as unidades que irão sofrer obras de alterações, para ir ao encontro das necessidades de um hóspede cada vez mais exigente.
Depois de uma grande intervenção de renovação aquando da sua inclusão na DHM, o Praia Verde Boutique Hotel, o primeiro hotel do grupo localizado em Castro Marim, irá reabrir em março, com 40 novos quartos, oferecendo mais espaço e novas casas de banho, num investimento a rondar os 800 mil euros.

Também no Algarve, uma das apostas do grupo é a abertura de uma nova vila na sua unidade mais premium, o Vila Monte Farm House. Serão um milhão de euros investidos na renovação e abertura da Vila Indigo, cujos 3 quartos, piscina e jardim privados se farão acompanhar de um exclusivo e dedicado serviço de mordomo.

Um dos maiores investimentos do grupo hoteleiro nacional está a ser na renovação integral do antigo Alpinus Hotel, no valor de 7 milhões de euros, que abrirá com uma nova identidade e, por isso, um novo nome – The Patio Suite Hotel. Para além de quartos completamente renovados, em que os de segmento premium contarão também com terraço com uma vista única sobre os campos de golfe, o hotel terá um dos maiores lobbies, onde os hóspedes poderão ter acesso ao show-cooking ou experimentar a nova hamburgueria do hotel, logo a seguir a fazerem o seu check-in.

O Éden Resort, unidade muito procurada por turistas britânicos no concelho de Albufeira, terá em 2020 um investimento de 4 milhões de euros, para renovação das áreas comuns do resort, como os restaurantes, os bares, a receção e o minimercado. Para melhorar a oferta deste resort direcionado ao público famílias, um novo Aqua Fun Park, o baby concierge e a inclusão de proteções em todas as escadas interiores das vilas completam o leque de novidades deste ano.

No centro do país, a DHM dará uma nova cara a duas das suas unidades, num investimento que totalizará 3,5 milhões de euros. O Monte Real Hotel & Spa (2 milhões de euros em renovações) terminará as renovações ainda em janeiro, que implicaram os quartos, tornando-os mais modernos e confortáveis, e áreas comuns como o lobby, o bar e o restaurante. Sendo este um hotel cujo segmento de negócio se apresenta como um dos mais importantes, foram também efetuadas intervenções nas salas de reunião, para aumentar a sua capacidade e a oferta de diferentes disposições das mesmas.

O Palácio da Lousã Boutique Hotel irá reabrir em março, tendo sofrido um upgrade e passando a integrar a categoria de hotéis Design Collection do grupo, num investimento de 1,5 milhões de euros em 2020. As intervenções impactam sobretudo a ala do Palácio, não só para renovação total de áreas comuns e dos quartos, como para conservação da traça antiga deste que é um marco local. Os quartos na ala nova do hotel também sofreram obras de remodelação e terão um suporte para pendurar as bicicletas dos hóspedes, tornando esta numa unidade bike-friendly e reforçando a sua posição enquanto promotora de atividades outdoor, para se aproveitar ao máximo as potencialidades da Serra da Lousã.

Com estes investimentos, a DHM espera continuar a crescer na ordem dos dois dígitos, em cerca de 12% nas receitas e 20% em lucro, consolidando em 2020 os seus resultados já muito positivos.

Source URL: https://www.ambitur.pt/dhm-soma-novo-hotel-e-reabre-cinco-unidades-em-2020/